Ilustração do Porto Sul

Na manhã desta quarta-feira (9), o Secretário Estadual do Meio Ambiente, João Carlos Silva, esteve reunido com o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre e o ex-deputado federal e suplente de senador Bebeto Galvão, juntamente com técnicos das equipes ambientais para discutir sobre o Porto Sul e os avanços que o empreendimento vai promover para a região.

“O Porto Sul representa a retomada estratégica do desenvolvimento da região Sul da Bahia. Precisamos efetivar este grande passo para o município de Ilhéus e o Sul do Estado”, destacou o Secretário do Meio Ambiente, João Carlos.

A parceria entre a Prefeitura de Ilhéus, o Governo do Estado e o Ministério Público é a base para o desenvolvimento em vários níveis, nas áreas econômica, urbana e sustentável, opinou o Prefeito Mário Alexandre. O investimento possibilitará que a zona norte seja transformada com um desenvolvimento significativo, com a geração de emprego e renda, onde estão previstos, considerados exclusivamente os empregos diretos, 400 colocações no mercado de trabalho.

A chefe de Gabinete da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Cássia Magalhães, pontuou que “o desenvolvimento que o Porto Sul vai viabilizar, conjuga os três pilares essenciais de uma obra de grande porte como essa, como a preservação do meio ambiente, o desenvolvimento econômico e urbano, além do olhar atento para o desenvolvimento social”.

Porto Sul – Também referido como Complexo Logístico Intermodal Porto Sul ou Complexo Portuário e de Serviços Porto Sul, é um projeto de porto brasileiro a ser construído no distrito de Aritaguá, no município de Ilhéus, Estado da Bahia. O projeto prevê a movimentação de 60 milhões de toneladas de cargas em 10 anos, chegando entre 100 e 120 milhões de toneladas em 25 anos. Com essas previsões, o Porto Sul poderá assumir o status de terceiro maior porto do Brasil.