Colo Colo e Doce Mel firmaram parceria para disputa da Série B 2020.

Inscrito na Série B do Baiano deste ano, o Colo Colo firmou uma parceria com o Doce Mel. De acordo com o vice-presidente José Carlos Oliveira, mais conhecido como Zé Cacá, o Tigre vai receber nove jogadores do clube de Ipiaú, além de auxílio para a logística da equipe durante a disputa do certame.

“Foi uma parceria concretizada com o Doce Mel que disponibilizou nove jogadores da equipe principal que jogaram a Série A do Baiano. Eles renovaram por mais um ano garantindo para a primeira divisão de 2021 e isso facilitou a liberação dos atletas para ficarem na ativa participando de uma competição”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. “Não vamos usar a estrutura deles, porque vamos manter nossos trabalhos aqui. Mas o meio de transporte também ficou disponível para a gente que é o ônibus do Doce Mel”, explicou.

A negociação da parceria já vinha acontecendo cerca de 45 dias. Mas segundo Zé Cacá, uma reunião na última quarta-feira (19), junto com o investidor do Doce Mel, sacramentou o acordo.

TÉCNICO E ELENCO

Para o comando do time, a diretoria do Colo Colo acertou a contratação do técnico Índio Ferreira, que também dirigiu o Doce Mel no Campeonato Baiano. Porém, Zé Cacá garantiu que a chegada do treinador não tem a ver com a parceria

“Independentemente da parceria com o Doce Mel, a gente já tinha contatado Índio. Coincidentemente vai facilitar o trabalho, porque ele concluiu a Série A com o Doce Mel. As quatro partidas dele nos chamou atenção e ele entrou na nossa lista de treinadores”, disse.

Índio confirmou a coincidência. Ele revelou que, durante as negociações com Tigre, foi pego de surpresa ao saber da parceria entre as duas diretorias.

“Eu fiquei surpreso. Antes da diretoria do Doce Mel confirmar essa parceria, o presidente do Colo Colo tinha me ligado para saber se eu tinha interesse. Aí falei da proposta de trabalho e o pensamento deles na competição”, contou ao BN. “Parece até que foi algo combinado, mas não foi, pelo menos da parte do Doce Mel. Eles ainda nem conversaram comigo sobre uma possível renovação, foi só questão de bom relacionamento”, completou.

Ao longo das conversas para o acerto, Índio Ferreira também tratou da montagem do elenco do Tigre para a disputa da Série B. O novo treinador revelou oito dos nove jogadores que serão emprestados pelo Doce Mel. Tratam-se do goleiro Nilton, do lateral-esquerdo Henrique, do volante Joadson, dos atacantes Adnael e Bravo. Os outros três são atletas das divisões de base do clube de Ipiaú, como o zagueiro Gabriel, o volante Giva e o atacante Fábio.

“Tenho conversado com a diretoria do Colo Colo, com o vice-presidente Zé Cacá, que precisamos fazer um time forte até porque as outras equipes vêm fortes, que são os casos de Unirb, Barcelona e Jequié. As outras ainda não tenho conhecimento, mas também não devem vir fracas. É um campeonato curto, por isso temos que ter cuidado nos critérios de contratar”, alertou Índio.

A Série B do Baiano estava prevista para começar no dia 24 de maio, mas seu início foi adiado por conta da pandemia do coronavírus. A Federação Bahiana de Futebol (FBF) agendou uma reunião do Conselho Arbitral para a próxima quarta (26) onde será definido a realização ou não da competição. Apenas o campeão do certame conquistará a única vaga de acesso à elite do futebol do estado no ano que vem.

Por Leandro Aragão [Bahia Notícias]