Governador falou com a imprensa nesta sexta (8).

O governador Rui Costa afirmou nesta sexta-feira, 8, que pretende implantar até domingo, 10, centros de acolhimento para pacientes com sintomas leves da Covid-19 em Ilhéus e Itabuna. “Estamos procurando os locais em parceria com os prefeitos, inclusive vendo possibilidade de alugar hotéis”, declarou Rui, em transmissão nas redes sociais.

O Estado pagará um auxílio de R$ 500, além de entregar duas cestas básicas, para infectados com o coronavírus que topem deixar suas casas para ficar nesses espaços. O objetivo, de acordo com o governador, é evitar a circulação dessas pessoas e baixar a taxa de contágio. “Se não tiver ninguém contaminado circulando na rua, a gente vai reduzir bastante a velocidade da contaminação. Esse é o nosso objetivo”, reiterou.

O chefe do Executivo baiano negou que o benefício funcione como um “incentivo” à contaminação. “Acho que ninguém vai se contaminar para receber um benefício financeiro, até porque a ciência não comprovou todos os riscos envolvidos na contaminação. Segundo, que vai ter um limite”, destacou. O limite será de mil benefícios por cidade ou o atual número registrado de casos ativos no município.

“É voltado para pessoas que não tem carteira assinada, que dependem de sua atividade formal ou informal para sobreviver. Queremos garantir que essa pessoa não saia em hipótese nenhuma para fazer um bico e fique 14 dias internado, sem contaminar seus familiares e seus vizinhos”, afirmou Rui.