Divulgação

O governador Rui Costa (PT) afirmou nesta segunda-feira, 4, que o presidente da República arruinou a imagem do Brasil no exterior e que o país “pagará o preço” pela eleição de Jair Bolsonaro em 2018.

“O Brasil pagará um preço em um futuro breve por ter errado na eleição presidencial de 2018. Você olha para outras nações e vê os líderes mundiais colocarem a disputa político-partidária de lado para enfrentar esse vírus mortal. Aqui, infelizmente, a gente presencia o contrário. Um presidente que tem feito agressões contra governadores e prefeitos, uma verdadeira metralhadora giratória, e tem dado péssimos exemplos de como enfrentar. Eu diria até que ajuda a espalhar o vírus da anarquia institucional”, declarou Rui, em transmissão no Facebook, conduzida pelo seu correligionário Fernando Haddad, candidato derrotado no segundo turno presidencial de 2018.

“Realmente, tenho muitos amigos que lecionam em universidades fora do país. Nem no Império, ou na República Velha, o Brasil teve uma imagem tão depauperada. Isso vai nos custar em termos de relações internacionais”, avaliou o ex-prefeito de São Paulo.

“Está no subsolo [a imagem do país], perdeu qualquer referência de respeito. Isso vai custar caro também do ponto de vista econômico. É preciso que a palavra confiança seja exercitada o tempo inteiro, para que os investidores venham aqui colocar os recursos. Agora, a coisa vai se agravar. Falta uma voz que possa unificar o Brasil. Espero que o Brasil tenha aprendido a lição. Um erro na eleição pode custar muito caro”, acrescentou Rui.

Presidente do Consórcio Nordeste, o chefe do Executivo baiano comentou ainda a formação do comitê científico formado na região para debater as estratégias de combate ao novo coronavírus. “Temos governadores de partidos diferentes, mas todos com o pensamento humanista, de cuidar de gente. Isso tem garantido uma união muito forte e vamos continuar agindo em busca de soluções compartilhadas”, disse.

Iniciativa contra fake news – Em outra transmissão, desta vez na sua página no Facebook, Rui informou que encaminhará na terça-feira, 5, um projeto de lei à Assembleia Legislativa da Bahia para punir propagadores de fake news.

“Tem o vírus da calúnia, da mentira, da falsidade, do oportunismo. De criminosos que não têm o menor pudor de espalhar notícias falsas sobre o coronavírus e o caráter dos outros”, disse.

Segundo o governo, o projeto estabelece a aplicação de multa – em valor a ser definido posteriormente – a quem elaborar, divulgar e utilizar softwares ou outros mecanismos para o compartilhamento em massa de fake news. (A Tarde)