FOTO: Paula Fróes/GOVBA

O governador da Bahia, Rui Costa, respondeu a fala do presidente Jair Bolsonaro, que considerou como “palhaçada” as falas e atitudes de isolamento propostas pelos governadores e prefeitos do Brasil, que convergem com o proposto pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para frear o avanço do coronavírus.

“Eu quero pedir que você comece a governar o Brasil com seriedade, que você tenha respeito pelas vítimas, pelas famílias das vítimas. Mais de cinco mil famílias estão chorando neste momento a morte dos seus familiares, outras irão chorar nos próximos dias. Então, passe a governar o Brasil com seriedade, sem fazer picuinha política ou agressão. Respeite o esforço de governadores e de prefeitos para salvar vidas humanas. É isso que o Brasil espera do seu presidente”, disse Rui Costa em live nas suas redes sociais nesta quarta-feira, 29.

O governador criticou a postura do presidente e afirmou que não irá se desprender de “seus padrões éticos” para dar uma respostas. “Uma fala do presidente da República, vestindo uma camisa de futebol, hoje, uma quarta, dia de trabalho, se referindo a uma entrevista que eu dei e chamando de palhaçada. Eu queria dizer ao presidente que eu não vou mudar os meus padrões éticos e de comportamento para respondê-lo com as mesmas palavras”, afirmou.

Rui Costa também pontuou que Bolsonaro deveria agir como outros presidentes no combate à Covid-19 e não estar envolvido em brigas políticas no momento.

“O Brasil assiste admirando outros presidentes, outros líderes de nação que estão unindo o seu país para salvar vidas humanas. Então, ao invés de tratar as coisas de forma debochada, tenha respeito pela vida humana, pelos prefeitos e governadores e vamos governar o nosso Brasil e tentar salvar a vida das pessoas, a economia, os empregos e a renda. Não é com atitudes desse tipo que o senhor irá conduzir o nosso país”, completou o governador.