Luiz Henrique Mandetta anunciou hoje pelas redes sociais que foi demitido do cargo de ministro da Saúde após uma série de embates com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A saída foi comunicada em uma breve reunião entre os dois no Palácio do Planalto, nesta tarde.

“Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar”.

Choque de ideias com Bolsonaro –  A demissão de Mandetta coloca fim em uma gestão marcada pelo embate com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o combate à pandemia ao novo coronavírus. A retirada de Mandetta do governo, consumada hoje, já era esperada desde o início da semana passada. O protagonismo que Mandetta ganhou por liderar a atuação contra a covid-19 foi um dos pontos que incomodou Bolsonaro. A aprovação do ex-ministro era maior que a do presidente, segundo pesquisa Datafolha. Do UOL