Apesar de Ilhéus não ter nenhum caso confirmado de Coronavírus, a Prefeitura decidiu monitorar a entrada de pessoas no município e adotou barreiras sanitárias nos limites entre cidades como forma de prevenir a transmissão e propagação do Covid-19. Uma operação conjunta da Vigilância Epidemiológica e Sutram interceptou na noite de domingo (22), três ônibus vindos de Olivença e Itabuna. Os passageiros passaram por triagem e depois liberados. 

Gleidson Santana, coordenador da Vigilância em Saúde Ambiental de Ilhéus, afirmou que o intuito dessas ações é promover a conscientização na população. “Essa é uma das diversas ações que a Prefeitura vem desenvolvendo para preservar a saúde dos moradores de Ilhéus. Essa é uma medida prudente porque houve um aumento de casos no Bahia. Pedimos a população que evite as Fake News, as notícias falsas, pois isso atrapalha o nosso trabalho”, alertou.

Barreiras montadas também pela Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros Militar, devido ao posicionamento geográfico, que gera um grande movimento de veículos que entram e saem do município. Outras barreiras foram feitas por guardas municipais e agentes de saúde. Conforme decreto municipal, os ônibus que fazem o transporte público estão proibidos de circular, em razão da aglomeração de pessoas.

Ações continuam – Segundo as medidas adotadas pelo gabinete de crise, comitê que tem a função de coordenar as ações preventivas do Coronavírus, as barreiras vão continuar observando as placas de locais onde já houve a transmissão do vírus. Gleidson salienta que as orientações resultam na aplicação de questionários sobre histórico de viagens e sintomas, por meio da força-tarefa formada pelas equipes da Vigilância Epidemiológica do município de Ilhéus.