FOTO: Correio Brasiliense

O Ministério da Educação admitiu que houve erro na correção do Exame Nacional do Ensino Médio de 2019. Segundo o chefe da pasta, Abraham Weintraub, a falha afetou a nota de 0,1% dos candidatos, que terão suas provas revistas.

O Inep, órgão responsável pela realização do Enem, abriu neste domingo um canal para que pessoas que se sentiram prejudicadas solicitem a revisão – no entanto, esse mesmo canal fechou na manhã desta segunda-feira (20).

Apesar dos problemas, a data para a abertura do Sistema de Seleção Unificada, que usa as notas do Enem para encaminhar candidatos para universidades públicas, está mantida para esta terça-feira (21).

Erros na Redação

Na tarde desta segunda-feira, a tag #erroredacaoenem chegou aos trending topics do Twitter. Vários estudantes utilizaram da tag para relatar possíveis erros ocorridos durante a correção das redações e notas absolutamente incompatíveis com a prova. O INEP ainda não se pronunciou sobre este erro.