“Através desse curso fiz uma entrevista de trabalho e já fui chamada. A partir de janeiro estarei trabalhando numa empresa multinacional”, comemora Maísa Souza, uma das referenciada do CRAS Olivença. Maísa está entre os 57 jovens que receberam o certificado dos cursos profissionalizantes do Projeto Jovem Social, na tarde de quarta-feira (18), no Centro de Convenções da cidade. Pais, familiares e ex-alunos das turmas anteriores marcaram presença.

Prestigiaram ainda a cerimônia de certificação, o vice-prefeito de Ilhéus, José Nasal Soub, também o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva; promotora de Justiça do Ministério Público da Bahia, dra. Maria Amélia, procurador do Ministério Público do Trabalho, dr. Ilan Fonseca e a supervisora do Centro de Integração da Empresa Escola (CIEE), Gersolita Almeida Santos.

A diretora da Associação Tonucci, Maria Augusta, iniciou sua fala destacando a importância da família quanto ao apoio dos jovens na conclusão o curso. Já a promotora de justiça, dra. Maria Amélia, relatou que a conclusão do curso para estes jovens é uma conquista para a vida. “O esforço vale à pena, a luta vale à pena, e acredito que esta é uma de tantas outras conquistas que ainda terão na vida”.

O Projeto Jovem Social é uma parceria da Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS) com o Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público do Estado e Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), e ministrado pela equipe técnica da Associação Padre Paulo Tonucci.

Para Rubenilton Santos, titular da SDS, o projeto veio para ser um divisor de águas para jovens e um ganho exponencial para a sociedade ilheense. “Através desta proposta, nossos jovens, que são referenciados dos programas sociais, se qualificam e já podendo iniciar suas vidas profissionais no mercado de trabalho”.

Na oportunidade, o projeto premiou os ganhadores do concurso de fotografia. Entre os campeões, Caíque Naccache, que levou o 1º lugar; Maria Fernanda Neves, em 2º lugar e Ruan Souza, que ficou com 3º lugar. Foram premiados com três vales compras nos valores de R$400, R$300,00 e R$200,00 respectivamente.

O Projeto Jovem Social tem ainda o objetivo de promover aos jovens ilheenses conhecimento técnico com incentivos à profissionalização, ingresso no mercado de trabalho de forma autônoma, rentável e segura. Durante cinco meses, os alunos têm aulas de preparação técnica em informática básica, fabricação de sabão, culinária (doces e salgados), fotografia, além de um módulo social.

Os alunos fazem parte da Rede de Acolhimento e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Medidas Socioeducativas (CREAS/ Medidas), da Rede Acolhimento e do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).