Divulgação

O Governo do Estado assinou na tarde de sexta-feira (6), a ordem de serviço para início das obras de implantação do Hospital Materno-Infantil de Ilhéus. O ato contou com a presença do titular da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas. Para o prefeito Mário Alexandre o fortalecimento do sistema público de saúde do município foi obtido mediante ampliação dos serviços da rede de Atenção Básica.

“A aquisição da maternidade pública é fruto de muito trabalho, credibilidade e parceria junto ao Governo do Estado e mostra que realmente estamos trilhando o caminho certo na reconstrução da cidade, principalmente no âmbito da saúde”, destacou o prefeito de Ilhéus. Segundo o Governo do Estado, a previsão é de que o Hospital Materno Infantil seja inaugurado no prazo de um ano e meio.

Fábio Vilas-Boas pontuou que o Município traçou metas e planos em atendimento às diretrizes pactuadas junto ao Estado. “Esse é o momento no qual o Governo do Estado demonstra seu compromisso com o povo, principalmente com as pessoas dependentes do sistema público de saúde. Nós queremos fazer de Ilhéus um centro de referência à saúde no sul da Bahia”.

Estrutura – Os leitos da unidade materno-infantil serão distribuídos entre obstetrícia clínica (20) e cirúrgica (10), gestação de alto risco (12), pediatria clínica (17) e cirúrgica (6), UTI neonatal (10), neonatal convencional (10), neonatal canguru (5) e Centro de Parto Natural (5). O Governo do Estado estima investir cerca de R$34 milhões na reforma e ampliação do equipamento de saúde.

O secretário anunciou ainda que está prevista a construção de uma Academia de Saúde, no bairro Princesa Isabel e de uma unidade de Residência Terapêutica na cidade. Vilas-Boas informou a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA-tipo III) e uma Unidade Básica de Saúde (UBS tipo IV), no bairro Teotônio Vilela, zona oeste da cidade. 

“Esse investimento vem para coroar o trabalho do prefeito Mário Alexandre, que apresentou o projeto e mostrou a necessidade da implantação da unidade materno-infantil. A cidade está se tornando um grande polo de saúde do interior da Bahia, por isso está na ponta pelo trabalho que tem gerado resultados positivos”, enfatizou Geraldo Magela, secretário municipal de Saúde.

Unidade integrada – Os leitos do Hospital Materno-Infantil serão integrados à Rede Cegonha e atenção às urgências e emergências da região de Ilhéus, com funcionamento 24 horas, acesso por demanda espontânea e referenciada. A unidade também funcionará como hospital escola, ofertando capacitação multiprofissional.

“Quero agradecer ao prefeito Mário Alexandre que prometeu e hoje está cumprindo. O povo será beneficiado por esse trabalho. É uma alegria muito grande”, contou Marialda Cardoso, moradora da Conquista. Sentimento compartilhado por Dona Maria Rosália. “Para nós, mulheres, está sendo uma bênção. É um marco na história da cidade, e não precisaremos ir à outras cidades”.

Estiveram presentes, o vice-prefeito José Nazal, coordenadores e diretores dos setores da Saúde em Ilhéus; vereadores; lideranças políticas e sociedade civil.