Em atenção às informações da matéria “Funcionários de terceirizada da Embasa interrompem serviços por falta de pagamento”, veiculada ontem (12), a Embasa informa que tem honrado seus compromissos financeiros junto a estes e outros fornecedores, sendo improcedente afirmar que o atraso no pagamento de funcionários da Emissão se deve a faturas não pagas pela Embasa. Houve bloqueio de valores, por parte do sindicato que representa a categoria, para obtenção de direito de pagar os funcionários, na justiça. Situação semelhante vem sendo vivenciada por empregados da Emissão em outros municípios com sistemas de água e esgoto operados pela Embasa.

Em reuniões com a gerência regional, trabalhadores e sindicato, foi estabelecido o compromisso de manter 30% do efetivo trabalhando, o que garante a execução dos serviços mais urgentes.

É expresso no contrato entre as partes que “o pagamento dos salários não está vinculado à liberação de faturas vencidas ou vincendas já aprovadas, ficando a contratada obrigada a manter sua administração considerando esta premissa”.