Divulgação

Em resposta a um vídeo publicado pelo nosso blog na última quinta-feira (17), a embasa entrou em contato com a nossa redação para esclarecer acerca do problema apresentado. Confira abaixo, na íntegra, o posicionamento da empresa.

Em atenção ao post intitulado “Vídeo: pode isso embasa? hidrômetro girando com ar?”, veiculado nesta quinta-feira (17), a Embasa informa que o cliente em questão já formalizou reclamação junto a Embasa, tendo recebido as orientações necessárias. O próprio vídeo mostra que, embora a hélice do hidrômetro esteja girando, não há alteração nos números que registram o consumo de água, utilizados como base para o leiturista emitir a fatura.

A conta atual de água e esgoto desse usuário registrou consumo de 6 metros cúbicos de água, incidindo, portanto, os valores referentes à tarifa mínima. Caso haja anormalidade de consumo na próxima fatura, serão adotadas as medidas cabíveis.