Alunos participam de eventos do Setembro Amarelo. FOTO: Secom

Combater o suicídio. Proposta que fez a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS) aderir à campanha mundial “Setembro Amarelo”.

As atividades envolvem palestras sobre o tema nas escolas municipais e estaduais, instituições, integrando os assistidos dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centro Especializado da Assistência Social (CREAS) e Centro Especializado em Atendimento a Pessoas em Situação de Rua (CENTRO POP).

As palestras são realizadas pelos psicólogos, Gustavo Pestana e Débora Lino; neuropsicopedagoga, Dejanira Sodré; advogado e titular do Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva. Foi ele quem destacou sobre a importância de trabalhar a temática com os adolescentes, já que o índice de suicídio entre eles. As ações se encerram com uma grande caminhada no dia 1º de outubro, a partir das 7h30min, percorrendo às principais ruas do centro da cidade.

Estatística no Brasil – A cada 45 minutos, um brasileiro tira a própria vida. Em média, 11 mil pessoas cometem suicídio a cada ano no país. Os dados divulgados pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) e pelo Ministério da Saúde apontam que, em 20 anos, o número de suicídios quase dobrou e hoje é a quarta maior causa de óbito entre jovens de 15 a 29 anos.