Ministério da saúde adverte para as fake news.

A palavra é Fake News, um termo em inglês popularizado recentemente e que significa notícia falsa. Os profissionais que estão à frente do atendimento à Saúde em Ilhéus relatam a quantidade delas. “Água morna de manhã com limão, que vacinação que pode prejudicar de alguma maneira”. O ditado popular “melhor prevenir do que remediar” se aplica perfeitamente à vacinação.

Uma notícia falsa pode prejudicar muitas pessoas, principalmente, quando compartilhada em redes sociais. Um exemplo são informações erradas sobre saúde. A questão da vacinação virou um desafio para estados e municípios, pois as Fake News têm contribuído para o retorno de algumas doenças consideradas erradicadas, como por exemplo, o sarampo.

Apesar do surto da doença em algumas regiões do País, uma notícia falsa diz que o Ministério da Saúde está com uma campanha nacional de reforço da vacinação contra a doença. O Ministério da Saúde alerta que isso é uma Fake News, como explica a coordenadora de Redes Sociais do ministério, Gabriela Rocha.

“Esse foi um post do ano passado, então as pessoas estão usando ele como se houvesse uma grande campanha nacional de vacinação contra o sarampo, e não existe nesse momento”, assegura Gabriela. Na última semana, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) emitiu um alerta com este assunto. Veja aqui:  https://bit.ly/2TAvPRi

E não para por aí! A lista de Fake News é grande, como melancia causa câncer, tossir evita infarto, beber água de estômago vazio cura doenças, farinha de trigo cura queimaduras. Dúvidas que comerciante, Taiara Gomes disse que ainda tem. “Eu recebo várias mensagens sobre vacinas, e que beber água manhã faz mal, que as vacinas contra a gripe ou sarampo fazem mal”.

O Ministério colocou à disposição um número de Whatsapp para se comunicar com as pessoas em qualquer parte do País, confirmando se a informação é falsa ou verdadeira. “Essas mensagens que chegam são apuradas pela nossa equipe, e aí a pessoa recebe a resposta com um selinho do Ministério da Saúde dizendo se aquilo é Fake News ou se aquilo é verdade”, completa a coordenadora Gabriela Rocha.

Vacinas salvam vidas. A recomendação é: não dê ouvidos às notícias falsas e vacine-se! Quem tiver dúvida sobre qualquer mensagem que tenha recebido nas redes sociais é só ligar para o número é (61)99289-4640 ou enviar de graça imagens ou textos. Outras informações sobre Fake News podem ser acessadas na página do Ministério da Saúde: www.saude.gov.br/fakenews

Correntes de Whatsapp são famosas por espalhar fake news.