Divulgação

Entre os dias 24 e 27 de setembro, acontece o III Colóquio Internacional da Red Latinoamericana de Investigaciones en Prácticas y Medios de la Image. Já realizado nas cidades do Rio de Janeiro e Santiago do Chile, nessa 3ª edição, ele ocorrerá no Teatro Municipal da cidade de Ilhéus, com o tema: Tecnoculturas, Alteridades e Resistências Minoritárias.

Organizado pelo Grupo de Pesquisas Avançadas em Materialidades, Ambiências e Tecnologias, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), liderado pelo professor Guilherme Foscolo, o  evento propõe pensar as relações entre tecnologia e subjetividades na cultura contemporânea.

Os Colóquios da Red Imagenlat possuem a singularidade de não se constituírem somente como encontros acadêmicos, mas também apresentam uma preocupação com o processo de formação e de envolvimento com as comunidades dentro das quais se inserem – características traduzidas não só pela gratuidade e ampla abertura das mesas e discussões, mas também por meio dos workshops/laboratórios oferecidos e dos diálogos abertos com mestrandos e doutorandos.

“Nesta edição, o colóquio reunirá pesquisadores de instituições Brasileiras, Chilenas, Argentinas, Inglesas e Americanas. Algumas dessas instituições já possuem convênios de pesquisa com a UFSB, e o evento possibilitará não somente o aprofundamento dos laços de ensino e pesquisa (nesses casos), como também a consolidação de novas parcerias, projetos e programas futuros”, afirma Guilherme Foscolo ao explicar o envolvimento da Instituição no evento. Além dele, as professoras da UFSB, Lílian Buonicontro e Cynthia Barra, e o presidente da ONG Thydêwá, Sebastian Gerlic, também estão à frente da organização.

Para além disso, a UFSB se aproxima, com o evento, da ONG Thydêwá, parceira fundamental no evento – a ONG Thydêwá apresentará, durante o III Colóquio, a II° Mostra Arte Eletrônica Indígena (AEI).

Para mais informações, acesse o site do evento: www.imagenlat.org