Foto: Márcio Filho

A política de incentivos do Governo Estado às companhias aéreas, que permitiu a implantação de 161 novos voos semanais para a Bahia, associada ao período de férias escolares nas regiões Sudeste e Sul do país, contribui para que hotéis das principais zonas turísticas alcancem expressivos índices de ocupação no mês de julho.

A cidade de Ilhéus têm sido um destino muito procurado por turistas no mês de julho.  Os pedidos de reserva em hotéis têm sido intensos.  “No momento estamos com 75% de ocupação, mas esse número tende a crescer”, diz a gerente de vendas do Jardim Atlântico Beach Resort, Taís Castro.

O Hotel Praia do Sol está com 66% de reservas já feitas para julho e as estimativas são de superar os 72% do mesmo período no ano passado, segundo Sabrina Souza, do setor de reservas. São 98 apartamentos. Já o Aldeia da Praia está com 60% de seus 120 apartamentos ocupados, segundo a funcionária Hortência Lopes.

A região de Porto Seguro, no Extremo Sul, é uma das que mais recebem turistas, oriundos, principalmente, de estados como Minas Gerais e São Paulo.  “As estimativas são de uma taxa média entre 80% e 85%”, afirma o presidente da seção Extremo Sul da ABIH, Wilson Spagnol.

Em um dos principais hotéis da cidade, o Arraial d’Ajuda Eco Resort, com 164 apartamentos, os 100% de ocupação estão praticamente garantidos. “Aqui está quase tudo lotado até o final do mês”, informa a auxiliar de reservas Lidiane Rosa. No La Torre Resort, a previsão é de uma ocupação média de 84%, de acordo com a gerente de vendas Juliane Estêvão. São 264 apartamentos.

Em Salvador, a taxa média pode chegar a 65% – no mesmo período de 2018 foi de 62%, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – Seção Bahia (ABIH-Ba) -, mas há hotéis em que a ocupação bate na casa dos 90%. É o caso do Catussaba Resort, em Itapuã.

O Wish Hotel, no Campo Grande, também atingiu este pico na última semana, mas por conta de um evento específico. “A média foi de 90% devido, principalmente, ao show de Sandy & Júnior, no dia 13, na Arena Fonte”, informou a gerente de reservas Maiara Grecco.

“Os índices demonstram que a atividade turística se mantém em alta no Estado. Nosso crescimento está relacionado ao esforço do governo em promover o destino Bahia; ampliar a malha aérea e oferecer melhor infraestrutura”, disse o secretário estadual Fausto Franco (Turismo). Pesquisa mensal do IBGE apontou crescimento do turismo em 11%, em maio, correspondente à segunda colocação nacional. “Nosso desafio é tornar esse crescimento perene”, acrescentou o secretário.