60% das mortes de tartarugas foram em praias de Ilhéus e a maioria delas após ficarem presas em rede de pesca.

Duas tartarugas foram encontradas mortas nas praias do Joia do Atlântico e Sargi, no sul da Bahia, neste fim de semana. Conforme o Projeto A-mar, responsável pela conservação marinha da região, 74 tartarugas foram encontradas mortas só neste ano na região.

De acordo com informações de Wellington Laudano, sub-coordenador do projeto, uma tartaruga oliva juvenil, com cerca de 60 cm de carapaça, foi encontrada na manhã do sábado (29), na Praia do Atlântico. O animal, que estava com hematomas e sangramentos, morreu depois que ficou preso em rede de pesca e se afogou.

O coordenador ainda informou que 60% das tartarugas mortas foram encontradas em praias do município de Ilhéus. Cerca de 80% dos animais se afogaram após ficarem presos em redes de pesca.

Uma tartaruga verde juvenil, com carapaça de 42 cm, também foi encontrada morta, na manhã de domingo (30), na Praia do Sargi, em Itacaré, um dos maiores destinos turísticos do sul da Bahia.

De acordo com Wellington Laudano, o animal estava com as laterais perfuradas por material cortante. A tartaruga também morreu depois que ficou presa em rede de pesca e se afogou.