Protesto dos estudantes bloqueou trecho da Av. Canavieiras.

Na manhã desta quarta-feira (3), os estudantes do CEEP em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira (CEEPGTIAMEV) realizaram um protesto em frente a unidade de ensino por conta da falta de merenda escolar e das más condições do local. 

Os alunos bloquearam pacificamente um trecho da Avenida Canavieiras, em frente a Instituição e ao IME. Em nota divulgada pelo grêmio estudantil, os alunos relataram suas reivindicações. Confira abaixo, na íntegra a nota publicada. 

“O Grêmio estudantil do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP), em Ilhéus, vem por meio desde manifestar seu descontentamento e buscar meios de solucionar o déficit que atualmente a instituição vem sofrendo, fato este que vem se alongando e afetando diretamente o desenvolvimento e a segurança dos alunos. Atualmente o colégio encontra-se sem repasse da verba para fornecimento de merenda escolar, os padrões de energia não foram instalados pela Coelba, impossibilitando a instalação e o uso dos ar-condicionados nas salas, causando mal estar em muitos alunos que devido calor tem passado mal, o semáforo em frente à instituição não está funcionando, salientando que além do Colégio técnico ao qual o grêmio se refere, o perímetro onde situa-se contém duas instituições uma de nível fundamental I e uma de fundamental II, e a falta de policiamento na região torna os alunos vulneráveis. Por está razão, o grêmio esta fazendo manifestação para reivindicar providências para sanar tais situações. O Grêmio estudantil do CEEP em Ilhéus, vem por meio desde manifestar seu descontentamento e buscar meios de solucionar o déficit que atualmente a instituição vem sofrendo, fato este que vem se alongando e afetando diretamente o desenvolvimento e a segurança dos alunos. Atualmente o colégio encontrasse sem repasse da verba para fornecimento de merenda escolar, os padrões de energia não foram instalados pela Coelba, impossibilitando a instalação e o uso dos ar-condicionados nas salas, causando mal estar em muitos alunos que devido calor tem passado mal, o semáforo em frente à instituição não está funcionando, salientando que além do Colégio técnico ao qual o grêmio se refere, o perímetro onde situa-se contém duas instituições uma de nível fundamental I e uma de fundamental II, e a falta de policiamento na região torna os alunos vulneráveis. Por está razão, o grêmio esta fazendo manifestação para reivindicar providências para sanar tais situações”.