A Bombril enfrentou dificuldades operacionais no trabalho de campo, que comprometeram suas vendas. Veja como um sistema de trade marketing ajudou a empresa a solucionar o problema.

A maioria das decisões de compra do cliente acontecem no Ponto de Venda (PDV) e a execução das ações traçadas pela gestão de trade marketing em campo depende, fundamentalmente, do trabalho dos promotores. Sem a efetiva participação desses profissionais, dificilmente os resultados esperados nas campanhas serão alcançados.

Uma das maiores empresas de produtos de limpeza do mundo, a Bombril, que tem como destaque a esponja de aço, aumentou em 25% a presença dos promotores nas lojas, utilizando um sistema de trade marketing. A experiência mostra como a tecnologia pode levar a gestão dessas atividades a patamares superiores.

Desafio enfrentado com tecnologia

A Bombril vinha enfrentando dificuldades relacionadas à ruptura de gôndola, que comprometiam a presença do produto no PDV e, consequentemente, as vendas. A situação piorou em 2015, quando a empresa perdeu cinco pontos percentuais em exposição e acumulou prejuízo de R$ 400 milhões.

Diante de um cenário desafiador, a sua gestão de trade marketing resolveu investir em tecnologia para reverter os resultados negativos acumulados até então. Para tanto, adotou um sistema de trade marketing para acompanhar as ações no PDV, criou um setor de inteligência e desenvolveu estratégias objetivas.

Com essa estrutura, passou a contar com dados seguros para diagnosticar e tratar os problemas enfrentados, que poderiam estar na má gestão da equipe de promotores, na falta de reporte de informações, no varejo ou em alguma questão relacionada à área comercial.

Benefícios colhidos com um software de trade marketing

A equipe de inteligência da Bombril colheu informações diretamente das lojas com a ajuda de um app de trade marketing, e assim passou a contar com uma gestão baseada em dados.

Ruptura de gôndola, monitoramento de estoque e acompanhamento de ações da concorrência foram alguns dos subsídios levantados com a ajuda da ferramenta. A empresa também conseguiu gerenciar melhor a atuação das equipes de campo, com destaque de eficiência para a roteirização voltada a cobrir o maior número de PDVs possível no dia.

A presença dos promotores em loja aumentou em 25%, permitindo sanar os pontos críticos. No final de 2016, a Bombril comemorou os primeiros números positivos obtidos após seis anos, registrando lucro de R$ 59 milhões e faturamento de R$ 1,55 bilhão.

De acordo com o Head de Trade Marketing da Bombril, Rafael Mattos, a tecnologia é ferramenta essencial para auxiliar o setor de inteligência. “Com o sistema de trade marketing, conseguimos fazer um acompanhamento diário das ações e alavancar tanto a gestão de performance da equipe, quanto do ponto de venda”, avalia.

Cases de sucesso como o da Bombril vêm se tornando cada vez mais frequentes entre empresas que aderem às tecnologias voltadas especificamente ao trade marketing. Garantir a presença do promotor no PDV é fundamental para dar competitividade à marca, nesse sentido, um software de ponta pode ser forte aliado.