MP investiga crimes de falsidade ideológica, supressão de documentos públicos, corrupção passiva, peculato e crimes contra a ordem tributária. Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Três servidores públicos municipais da cidade de Canavieiras, no sul da Bahia, foram afastados em operação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) para investigar fraudes no Cartório de Registro de Imóveis e no Tabelionato de Notas, na manhã desta segunda-feira (25).

Seis mandados de busca e apreensão de documentos, celulares e equipamentos eletrônicos foram cumpridos na operação, intitulada Domus. O MP-BA investiga crimes de falsidade ideológica, supressão de documentos públicos, corrupção passiva, peculato e crimes contra a ordem tributária.

De acordo com o Ministério Público, o foco da investigação são transações de imóveis. São investigados também servidores da Secretaria Municipal de Finanças de Canavieiras, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e corretores de imóveis.