Durante o Carnaval, a Capitania dos Portos da Bahia (CPBA) informa que manterá a fiscalização no litoral baiano, em prol da segurança da navegação e dos banhistas. De acordo com a autoridade, serão intensificadas as verificações documentais nas embarcações, nas habilitações dos condutores e no material de segurança, além dos testes com bafômetro. As penalidades podem chegar a mais de dois mil reais em multa, suspensão da habilitação e até apreensão da embarcação.

A Capitania ressalta que para conduzir embarcações, inclusive moto aquáticas, é necessário estar habilitado pela Marinha do Brasil. Antes de sair, é preciso verificar se está levando a documentação original da embarcação e a habilitação do condutor, além de coletes salva-vidas suficientes para todos a bordo – lembrando que esse equipamento deve ser homologado pela Marinha.

Confira também se o rádio de comunicação e o celular estão funcionando e carregados e se o nível de combustível é o suficiente para a navegação. Caso não seja possível abastecer, utilize a regra dos terços: 1/3 para ida, 1/3 para volta e 1/3 para reserva de emergência. Veja se a âncora está pronta para uso, caso haja necessidade de fundear a embarcação.

A CPBA alerta também com relação aos avisos dos navegantes, e/ou avisos de mau tempo. Para isso, o condutor pode baixar o aplicativo “Boletim ao Mar”, disponível para os sistemas Android e IOS. É preciso checar ainda  as condições das boias salva-vidas com cabo guia e dos extintores de incêndio, os quais devem estar dentro do prazo de validade.

É responsabilidade do condutor da embarcação evitar manobras que ponham em risco seus passageiros, demais embarcações e banhistas. Para tal, a Capitania reforça que as luzes de navegação, o funcionamento da bomba de esgoto e a colocação correta do bujão, são itens importantes para evitar naufrágios ou alagamentos. A autoridade também adverte que caso ingira bebida alcoólica, não se pode conduzir embarcações.

Denúncias – Para uma atuação ainda mais efetiva, a Capitania dos Portos da Bahia incentiva que a população colabore com a fiscalização. Ao observar irregularidade no mar, denuncie imediatamente, por meio do telefone (71) 3507-3777 e do whatsapp (71) 99968-7934. Se possível, informe dados como nome da embarcação, número de inscrição (ambos visíveis no casco), o dia, a hora e o local. Imagens contribuem para o registro da infração e identificação da embarcação. As emergências marítimas continuam sendo atendidas pelo telefone 185. Estes serviços encontram-se disponíveis 24 horas por dia. Fonte: Ascom – Capitania dos Portos da Bahia