Nesta quarta-feira (20) o site do Ministério da Saúde (MS) publicou a confirmação de 13 casos de sarampo em tripulantes do navio comercial MSC Seaview, o mesmo que atracou no último dia 13, no Porto de Malhado. Contudo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) não comunicou nenhum passageiro com sinais e sintomas do sarampo no período que o navio esteve em Ilhéus.                                                                     

Vale ratificar que os períodos de transmissibilidade do sarampo são de quatro a seis dias antes e quatro dias após o início do exantema – esse período é a base para a identificação dos casos secundários no momento e para o seguimento dos contatos.

Considerando a alta frequência de turistas na cidade, os casos de sarampos ocorrentes no Brasil, sendo uma doença infecciosa potencialmente grave e extremamente contagiosa, a Vigilância em Saúde do município emitiu um alerta epidemiológico para todas as unidades de saúde públicas e privadas, para que se mantenham atentas e sensíveis na identificação precoce de casos suspeitos, e proceda à notificação/comunicação IMEDIATA.

Salientamos que até o momento, o município não registrou nenhum caso suspeito de sarampo, porém, a Vigilância Epidemiológica vai continuar em alerta até dia o próximo dia 15 de março. Vale ressaltar que todas as salas de vacinação estão abastecidas com a vacina contra o sarampo para munícipes que ainda não foram imunizados ou que estão com esquema vacinal incompleto.

Definição de caso Suspeito – Segundo orientação do Ministério da Saúde, todo indivíduo que apresentar febre e exantema acompanhada de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e da situação vacinal anterior, ou pessoa que apresente esses sintomas e que tenha se deslocado para área de risco nos últimos 30 dias.