Obras do Projeto Orla Sul. FOTO: Secom PMI

As obras do Projeto Orla Sul realizadas pela Prefeitura de Ilhéus estão em fase de conclusão. Quem garante é o prefeito Mário Alexandre, que vistoriou os serviços na última semana, acompanhado do secretário de Infraestrutura, Átila Docio. “O projeto estava paralisado há mais de dez anos e, até junho deste ano, a população receberá este importante equipamento para o turismo, esporte e lazer. Estamos planejando a cidade para suas principais vertentes de desenvolvimento”, assegura o prefeito.

O prefeito destaca o que define como “uma nova forma de governar”, buscando parcerias com setores da população e da sociedade civil organizada. Ele lembrou a importância da aliança estabelecida com o governador Rui Costa, condição que posiciona Ilhéus como um dos municípios baianos que mais recebem investimentos do Estado. “Isso incomoda àqueles que não querem que a cidade dê certo. Governo para a coletividade, para os que mais precisam, para os que torcem que a cidade melhore”.

Uma nova orla – O projeto de urbanização inclui serviços de drenagem, pavimentação, construção de passeios, ciclovia, paisagismo e novo sistema de iluminação com lâmpadas de led. Com as obras, moradores e pedestres que trafegam pelo local, já sentem os benefícios. O objetivo, segundo o secretário Átila Docio, é melhorar a qualidade de vida da população, proporcionar um visual mais bonito, além de favorecer o desenvolvimento da região e dos empreendimentos turísticos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), o município já realizou os serviços de drenagem subterrânea, e agora equipes trabalham na pavimentação dos trechos que recebem as camadas de asfaltado. No geral, a obra envolve a urbanização de dois quilômetros das vias marginais no início da rodovia Ilhéus-Olivença, a Avenida Tancredo Neves, desde o bairro São Francisco até o condomínio Ceplus.

Histórico – Em 2006, foi assinado convênio entre a Prefeitura de Ilhéus e o Ministério do Turismo e as obras foram iniciadas em 2007 e paralisadas em 2008. Na época, a empresa responsável pelos serviços foi a FCK Construções, com o valor de R$ 1.809.079,54 para execução. O projeto seguiu inacabado por mais dois anos e somente retomado de 2011 a 2012, pela empresa MAF, com o valor de R$ 251.008,72. Somente em setembro de 2017, a Orla Sul foi retomada pela atual gestão, e o valor contratado foi de R$ 1.941.120,24, sendo que 20% do valor em contrapartida do município (R$ 392.669,21) e 80%, repasse do convênio (R$ 1.548.451,03).

Mais investimentos – Para este ano, está previsto a conclusão da primeira ponte estaiada da Bahia, uma obra importante para a melhoria da mobilidade urbana e para a interligação de importantes cidades turísticas sulbaianas. O Hospital Regional será transformado no Hospital Municipal Materno-Infantil, com UTI-Neonatal. A Vila Gastronômica do Banco da Vitória vai, finalmente, sair do papel, após outros governos abandonarem a ideia. A duplicação da BR-415, Rodovia Jorge Amado que em breve será iniciada.

A Estrada do Chocolate, mistura a nossa história do campo com a alternativa econômica do chocolate de origem. Iniciativas privadas se interessam em se instalar na cidade, como é o caso do grupo Pão de Açúcar, com o Hipermercado Assaí, já em fase de implantação. O novo fórum de Ilhéus será construído na zona sul e receberá investimentos de 18 milhões de reais. A obra atende a uma reivindicação antiga de juízes, promotores, advogados e população em geral que passará a contar com um equipamento muito mais moderno.