A Engenheira de Minas, Isabela Barroso Câmara Pinto, é uma das funcionárias da Vale desaparecidas no acidente que resultou no rompimento de Barragem, em Brumadinho, interior de Minas Gerais.

Nascida em Governador Valadares (MG), Isabela tem uma relação familiar com Ilhéus. É casada com Paulinho PInto, neto do falecido produtor rural Paulo Cardoso Pinto, que durante anos presidiu a Coopercacau. Desde o registro do acidente, a família não consegue manter contato com a engenheira, que estava atuando nas instalações da empresa.

Familiares de Paulinho, todos residentes em Ilhéus, estão acompanhando a divulgação de informações e da lista de identificação de corpos localizados na operação de resgate. Todos ainda acreditam em um milagre.

Pelas redes sociais, familiares de Isabela, residentes em outras regiões do Brasil, pedem orações. Isabela é a única filha do casal Mercia e Helvécio. Uma prima de Isabela escreveu nas redes sociais: “Meu tio está com a mesma roupa há 3 dias, não existe colchonete pra repouso, sanduíches fajutos são fornecidos aos familiares que olham pro alto sem acreditar no que está acontecendo, mas se queimam com aquele sol forte pra lembrarem que tudo aquilo é real no inferno da lama que fere”. A lista de desaparecidos até a noite de domingo superava a marca de 300 nomes.

* Informações do Jornal Bahia Online