ACM Neto e Rui Costa evidenciam racha político entre DEM e PT na Bahia

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), está decidido a não ir para a posse do governador reeleito Rui Costa (PT), que acontece no dia 1º de janeiro. As motivações seriam completamente políticas, uma vez que a alta cúpula do DEM e do PT não possuem uma linha de diálogo aberta depois das manifestações de apoio do partido ao presidente eleito Jair Bolsonaro.

Aos interlocutores, o democrata soteropolitano já avisou que “não vai de jeito nenhum”. Em 2015, quando Rui tomou posse para o primeiro mandato, Neto marcou presença e sentou ao lado do então senador eleito Otto Alencar (PSD).

Na tarde desta segunda-feira (17), Rui Costa, o vice-governador João Leão (PP), os senadores eleitos Angelo Coronel (PSD) e Jaques Wagner (PT), e os deputados federais e estaduais serão diplomados na sala principal do Teatro Castro Alves, localizado no Campo Grande, em Salvador.

No mesmo dia 1ª de janeiro acontece a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o prefeito, que também é presidente nacional do Democratas, no entanto, ainda não definiu se estará presente em Brasília, segundo aliados.