FOTO: SECOM PMI

Conscientizar a população sobre os cuidados com a água foi o desafio enfrentado pelos alunos de escolas rurais do município que participaram do Projeto Despertar 2018, com o tema “Água, Cidadania e Sustentabilidade”. O evento de premiação dos alunos foi realizado na semana passada, na sede da APPI/APBL, localizada no bairro do Malhado, com a participação do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, secretários municipais, vereadores, professores, estudantes e comunidade.

Beatriz de Jesus, de 11 anos, estudante da Escola Municipal de Sambaituba, foi a vencedora da categoria anos iniciais, com 450 pontos, e Arthur Pereira, de 12 anos, aluno da Escola Nucleada de Castelo Novo, foi escolhido na categoria de 6º ao 9º ano, com 480 pontos. “Foi uma formosura participar do programa, chegou na minha vida para ajudar outras pessoas a não jogar lixo nos rios e nas ruas, e a economizar água”, relata Beatriz. O entusiasmo de Arthur ficou evidente na emoção das suas palavras. “Despertei a minha consciência e de moradores da minha comunidade, e o menino que antes comia pipoca e jogava o plástico no chão, hoje não joga mais”.

O prefeito comemora os resultados do Despertar em Ilhéus. “Essa vitória é fruto de uma gestão que busca o fortalecimento da educação, não só na sede, mas também na zona rural. É um programa importante, com orientações sobre a educação ambiental, que mostra a necessidade do cuidado com rios e mares e plantio de árvores. Fico feliz e emocionado ao ver os alunos do interior nos dando aula, e ganhando prêmios não só aqui, mas também em outros municípios”, destaca.

A comissão julgadora dos trabalhos foi formada pela assessora do gabinete do prefeito, Joilma Bandeira; superintendente de Meio Ambiente, Joélia Sampaio; chefe da Seção de Culturas Populares e Identitárias da Secult, Gilsonei Rodrigues e as professoras Kátia Rios, do Colégio Estadual Moysés Bohana e Anita Cardoso, do Colégio Nossa Senhora da Vitória. Estiveram presentes a deputada estadual Ângela Sousa, os secretários municipais Gil Gomes (Governo), Pawlo Cidade (Cultura), Sérgio Souza (Relações Institucionais), Eliane Oliveira (Educação) e os vereadores Jerbson Moraes e Juarez Barbosa.

O Programa Despertar foi implantado no ano de 2005 no Brasil, por acreditar que a educação é o instrumento para formar cidadãos empenhados na revitalização da importância do coletivo, na defesa da sociedade e do meio em que vivem, voltado para temas transversais como meio ambiente, ética, cidadania, saúde, trabalho e consumo. Em Ilhéus, o projeto foi implantado no município no ano de 2017, pela atual gestão.

“Me sinto muito feliz com a realização deste programa no município, pois desde o meu primeiro mandato, no ano de 2007, busco implementá-lo no município, porém só em 2017 a gestão pública abraçou, com bastante carinho, a iniciativa, para que as crianças da zona rural possam ser fortalecidas com o conhecimento adquirido no programa”, comentou a deputada Ângela Sousa.

A coordenadora municipal do Programa Despertar em Ilhéus, Célia Miranda, explica que o programa busca, através das escolas, incentivar a comunidade na preservação e cuidados com o meio ambiente. “Além de aprender o que é a sustentabilidade, conscientizando a comunidade na forma correta de descarte de alguns elementos que prejudicam o meio ambiente”, acrescenta.

A secretária Eliane Oliveira, enfatiza a importância do projeto no município, para o fortalecimento da educação e na construção de novos cidadãos preocupados com o meio ambiente. “Este tipo de programa é fundamental para demonstrar a importância da zona rural no contexto municipal, e com isso o município só tem a ganhar”.