Caso aconteceu na noite de quarta-feira.

Foi enterrada por volta das 16h30 desta quinta-feira (15), no cemitério Campo Santo, localizado no bairro Pontalizinho, em Itabuna, sul da Bahia, a atendente de padaria Averlande Souza Santos. Ela morreu na noite de quarta-feira (14), após ser atingida por disparos de arma de fogo, quando estava dentro de casa, no bairro Daniel Gomes. Informações iniciais apontam que ela foi vítima de bala perdida após uma troca de tiros entre policiais militares e bandidos.

O caso aconteceu no bairro Daniel Gomes. Segundo o 15º Batalhão da PM, durante rondas na região, uma dupla em atividade suspeita foi avistada e, na busca, a guarnição teria sido surpreendida por outro grupo de homens armados que iniciaram uma troca de tiros com os policiais.

Após o tiroteio, testemunhas acionaram os PMs e disseram que uma mulher havia sido baleada. Averlane Souza Santos foi encaminhada pelos policiais para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. Uma manifestação foi realizada no bairro Pedro Jerônimo após a morte de Averlane. O protesto foi encerrado por volta das 22h de quarta-feira.

Em nota, a polícia informou que o local onde a vítima foi achada seria distante de onde ocorreu a troca de tiros. Ainda não há detalhes de onde partiram os tiros que atingiram Averlane Souza. A Polícia Civil investiga o caso.

O 15º Batalhão da PM divulgou por meio de nota que todas as providências estão sendo tomadas a fim de elucidar os fatos, bem como já instaurou um feito investigatório e designou um oficial para apurar o ocorrido.

O corpo de Averlane foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), de Itabuna. Não há detalhes sobre o sepultamento. Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.