Mapa de calor mostra região Nordeste quente e seca durante o El Niño.

A chegada da primavera já trouxe com ela temperaturas mais elevadas e chuvas mais escassas, até mesmo no litoral do nordeste. Mas a tendência é que o mapa de calor continue a se expandir ao longo do trimestre que finaliza o ano e. por consequência, a estação. Dezembro promete ser o mês mais quente deste final de ano.

Tanto o Cptec quanto o Inmet registram a possibilidade da chegada, ao fim da estação, do El Ninõ, fenômeno atmosférico oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no oceano Pacífico Tropical. O El Ninõpode afetar o clima regional e global, mudando os padrões de vento a nível mundial e afetando os regimes de chuva em regiões tropicais e latitudes médias.

“Os modelos analisados mostram aumento de temperatura da superfície do mar sobre o Pacífico Equatorial para o trimestre outubro – novembro – dezembro de 2018, indicando a previsão de ocorrência do fenômeno El Niño para este trimestre, embora ainda não seja possível estimar a intensidade desse episódio”, conformea nota técnica sobre o período divulgada nesta sexta (21) pelo Cpetc.

A informação também consta do Prognóstico Climático da Primavera divulgado pelo Inmet esta semana com o objetivo de apresentar as condições do oceano e atmosfera no Pacífico Equatorial, a Temperatura da Superfície do Mar (TSM) e os modelos dinâmicos e estatísticos gerados pelos principais centros internacionais de Meteorologia.

O El Niño está ligado à chuva forte e persistente no Centro e Sul do Brasil. A Região Sul e os estados de São Paulo e de Mato Grosso do Sul costumam ter um retorno da chuva de primavera de forma mais antecipada, intensa e persistente que o normal.

Mas diante deste aquecimento “temperado por águas mais frias”, a chuva desloca-se mais para sul, ficando concentrada sobre a Argentina, Uruguai e oeste e sul do Rio Grande do Sul. Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo passam a registrar chuva mais irregular e abaixo da média.

A previsão do modelo estatístico do Inmet indica o predomínio de áreas com maior probabilidade de chuvas próximas à média ou ligeiramente abaixo durante a estação . O trimestre de outubro a dezembro é o mais seco da parte leste do nordeste. As temperaturas estarão mais elevadas sobre a região sul do Maranhão e do Piauí e no oeste da Bahia.