FOTO: Agência Brasil

A “Operação Midas” foi finalizada nesta quinta-feira (27) com um total de 69 presos na Bahia. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos, que não tiveram os nomes e nem as cidades de atuação divulgados, são investigados por latrocínios, roubos e outros crimes violentos.

Deflagrada em todo o país, a ação começou na quarta-feira (26). No total, 2.484 criminosos foram presos e 164 adolescentes apreendidos no Brasil.

Na Bahia, a operação contou com mais de 650 policiais, de diferentes departamentos. Da quarta-feira, quando apenas 24 pessoas tinham sido presas, para esta quinta, o número quase triplicou. Segundo a polícia, dos presos, 58 tinham mandados de prisão em aberto. Os outros 11 foram capturados em flagrante ao decorrer da ação. Todos seguem à disposição da Justiça.

A Operação Midas, a terceira coordenada pelo Sistema Único de Segurança Pública (Susp), cumpriu 901 mandados de busca e apreensão em 25 estados e no Distrito Federal. Ao todo, foram presas 2.743 pessoas, dos quais 164 adolescentes, que foram apreendidos. Também foram recuperados 103 veículos roubados e recolhidos 160 armas nos dois dias de atividades, das quais participaram 10.249 policiais civis.

FONTE: G1 Bahia