O jovem de 18 anos, suspeito de ter matado o estilista Mar Ramos dentro de casa, em Itabuna, sul da Bahia, teve o pedido de prisão feito pela Polícia Civil à Justiça na quinta-feira (9). Até a manhã desta sexta (10), ele não havia sido localizado.

Jerry Vitor é procurado desde a manhã de quarta-feira (8), quando a vítima foi encontrada morta dentro de casa. Segundo a polícia, Jerry vivia com Mar há cerca de 15 dias. Eles se conheceram através de redes sociais. Vizinhos do estilista contaram que o casal teve uma discussão na madrugada em que ele foi assassinado.

O corpo de Mar Ramos foi enterrado na manhã de quinta sob comoção de parentes e amigos. “Só resta lamentar essa perda do meu irmão. Ainda não caiu a ficha. Só Deus para nos confortar”, disse o amigo da vítima, Tadeu Henrique.

Mar Ramos tinha mais de 30 anos de carreira. Além de estilista, ele era consultor e produtor de moda. A polícia informou ainda que a briga entre o casal teria sido motivada porque Jerry Vitor teria usado o cartão de crédito da vítima.

O estilista foi ferido na cabeça e em outras partes do corpo. Uma pá, que pode ter sido usada para matá-lo, foi encontrada ao lado do corpo dele, suja de sangue. Ainda conforme as investigações, o estilista teve alguns pertences, como roupas de marca, celular e anel de formatura, furtados.

Assim como a família de Mar, os amigos não se conformam e pedem justiça pelo crime brutal. “A família está compadecida, os amigos e a sociedade. Só vou deixar uma mensagem: queremos justiça por essa violência”, disse Itamar Santos.

Mar Ramos morava em Itabuna há mais de 15 anos. Na casa onde ele foi achado morto também funcionava o ateliê do estilista.