Espaço fica situado no centro histórico de Ilhéus.

A Secretaria da Cultura de Ilhéus (Secult) anuncia abertura da exposição em homenagem a Jorge Amado, na próxima segunda-feira (6), a partir das 18h30min, na galeria do Teatro Municipal. O evento, em parceria com a Academia Letras, destaca a releitura das obras do escritor através do trabalho da artista plástica Manu Pessoa.

A exposição integra a Semana de Cultura Jorge Amado, e fica aberta à visitação até 10 de agosto, data de nascimento do escritor. O espaço destinado à exposição terá música, apresentação de artistas e manifestações culturais. A participação é gratuita e indicada para todos os públicos.

O secretário municipal de Cultura, Pawlo Cidade, disse que será montado um ambiente que simule o espaço do escritor, na mesma data, a partir das 9 horas, em frente à Casa de Jorge Amado. “As obras de Jorge são referência para a literatura brasileira. Seu legado é um resgate e valorização da cultura baiana. Através da exposição buscaremos estreitar o vínculo com o público por meio da leitura das obras do escritor, um dos expoentes da literatura brasileira”, destacou.

Programação cultural – A semana em homenagem ao escritor segue de 7 a 31 deste mês, com a exposição da artista plástica Manu Pessoa, das 9 as 12 e 14 às 18 horas, na galeria do teatro. De 7 a 10, ocorre à visitação gratuita à Casa de Jorge, das 9 as 12 e das 14 às 18 horas e dia 8, contação das histórias “O gato malhado e a andorinha Sinhá”, com Miriam Oliveira, das 9 as 10 e das 15 às 16h30min, no foyer do teatro.

A série de homenagens ao escritor prossegue dia 9, às 19 horas, Casa de Cultura Jorge Amado, com o lançamento dos livros “Igreja Nossa Senhora da Escada”, de Geraldo Magela; “Imagens”, de Gérson dos Anjos; “Todo o peso terrestre”, de Cyro de Mattos; “Carta a Rubem Braga”, de Gustavo Felicíssimo; e “Natalino, o homem que jogou na loteria”, de José Maria Soares, em frente à Fundação-Casa de Jorge Amado, prédio onde funciona a secretaria municipal da Cultura.

Dia 10, a partir das 17 horas, na Rua Jorge Amado, acontece a entrega do prêmio do concurso de crônicas. Na “Tenda de Jorge”, está prevista a leitura da obra e frases do escritor, das 9 às 18 horas; apresentação do grupo Batukagêge, às 17 horas, na Rua Jorge Amado, na casa que leva o seu nome; e abertura do Espaço Zélia e Jorge, com a exposição “Arte cemiterial grapiúna”, às 18 horas, na Academia de Letras.