WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ponte pontal ilheus Neste site
julho 2018
D S T Q Q S S
« jun   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  



UNEB TERÁ COTAS PARA TRANS, CIGANOS, PORTADORES DE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

A Universidade Estadual da Bahia (Uneb) terá sistema de cotas para transexuais, travestis, transgêneros, quilombolas, ciganos e portadores de deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades.

De acordo com as informações divulgadas pela instituição nesta segunda-feira (23), a decisão foi tomada pelo Conselho Universitário (Consu) e começa a valer a partir de 2019, em todos os processos de graduação e de pós-graduação da universidade.

Segundo a Uneb, serão oferecidos 5% de vagas adicionais para cada um dos grupos, além das que já são ofertadas para os demais. Dessa forma, as novas cotas não devem alterar o percentual ofertado aos não cotistas.

Atualmente, a instituição oferece 40% das oportunidades para negros e 5% para indígenas, além das vagas de ampla concorrência, para quem não integra o sistema de cotas, que, segundo a instituição, corresponde a 60%.

Ainda conforme a Uneb, para concorrer às cotas, assim como nos demais grupos, os candidatos das novas cotas devem ter cursado todo o segundo ciclo do ensino fundamental e o ensino médio exclusivamente em escola pública, além de terem renda familiar mensal de até quatro salários mínimos. Com informações do G1.

5 respostas para “UNEB TERÁ COTAS PARA TRANS, CIGANOS, PORTADORES DE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA”

  • Rei says:

    E a competência… não tem, só podia partir desse governo, fazem tudo pra ter voto.
    Nada contra a classe, mais e as pessoas que ralam pra caramba estudando.
    Acho que vou virar trans. Kkkkk

  • João Paulo says:

    Por essas e outras que não voto no PT, desespero pra ter voto.
    Acho que foi longe demais…trans, travesti, pera aí. Cada um viva sua vida como quiser, mais um direito daquele jovem que vem estudando desde da infância pra dá a uma pessoa que teve uma opção sexual.
    Mostra que não existe evolução no país, só declínio

  • Gabriel says:

    Rapaz que governo é esse.
    Não respeita os estudantes.
    Cadê os direitos iguais.
    O que tem haver opção sexual com seus próprios méritos.
    Vergonha

  • João says:

    Travesti, Trans, e até ciganos…que onda. Porque não coloca cotas pra o trabalhador que já passou dos cinquenta anos e que nunca pôde estudar em uma universidade, porque estava ajudando sua família e até mesmo a construir o país.
    Vivemos hoje uma total inversão de valores.
    Graças ao político sem princípios

  • Ex aluno says:

    O que falta na UNEB é professor !!! Sempre foi, o aluno ingressa num curso de 4 anos e permanece preso a UNEB por 5 no mínimo. Poucos cursos cumprem o fluxograma, atrasam a vida do aluno e o fazem gastar mais dinheiro. As bolsas auxilio permanência são destinadas somente a quem está desempregado e o valor é de apenas R$ 400. Quem vive com R$ 400 reais? Há professores que dão aulas a moda antiga escrevendo no quadro o tempo inteiro. Outros atrasam todos os dias. Infelizmente a maioria dos formandos não estão preparados para nada. Sem falar no atendimento das “tias” da secretaria acadêmica que atrasam sua vida da entrada a saída.

Deixe seu comentário



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia