Lukas Paiva – PSB.

As Comissões de Saúde e Direitos Humanos da Câmara de Vereadores de Ilhéus, a pedido dos vereadores Lukas Paiva (PSB), Makrisi Sá (PT) e Aldemir Almeida (PP), vão acompanhar as apurações policiais sobre a sequência de fatos lamentáveis que vitimou Adriana Oliveira Santos Nascimento, de 18 anos.

Adriana foi espancada pelo namorado, e deu entrada no Hospital Costa do Cacau, sendo liberada e veio a falecer quando estava na sala do Departamento de Polícia Técnica, esperando para realizar exames periciais.

Segundo o presidente da Câmara, Lukas Paiva, é necessário apurar o porquê da jovem ter sido liberada do Hospital do Cacau apresentando estado de saúde grave. “ A Câmara precisar acompanhar esse caso, e averiguar o que houve no atendimento médico, e pedir rapidez na elucidação desse feminicídio”.

O vereador Makrisi Sá, usou o plenário da Câmara de Vereadores nesta quarta-feira (20), e fez um requerimento oral solicitando a intervenção da Câmara para apurar essa barbaridade contra a jovem.

Para Makrisi, Adriana é mais uma mulher negra, jovem que entra para números absurdos da estatística do feminicídio no país. “Ela sofreu duas violências. A primeira do namorado que a espancou, e a segunda, a violência institucional de não ter dado o amparo necessário”, salientou Makrisi.