Começa amanhã às 10h as inscrições para o tão aguardado concurso da Polícia Federal (PF). Ao todo são 500 vagas e salários que podem chegar a R$ 22 mil. Os interessados têm até as 18h do dia  2 de julho para se inscrever no processo seletivo pela internet, no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), banca organizadora do certame.

Esse é só um dos 99 concursos com inscrições abertas em todo país nesta semana. Com a PF, a quantidade de vagas  chega a quase 20 mil. “A Polícia Federal está presente nas mídias de forma recorrente devido às inúmeras  ações de combate à corrupção, prisões de personalidades e políticos. A instituição goza hoje de apreço e credibilidade de grande parcela da população, fazendo com que, além do bom salário e plano de carreira, os concurseiros se sintam motivados a ingressar nessa instituição”, destaca o diretor de Preparatórios de A Casa do Concurseiro, Márcio Cisco.

Publicado na última sexta-feira  no Diário Oficial da União, o edital prevê prova objetiva, discursiva e exame de aptidão física para todos os cargos. Os valores da taxa de inscrição são de R$ 250 para os cargos de delegado e perito e R$ 180 para agente, escrivão e papiloscopista. O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 20 de julho. 

Com o lançamento do concurso da PF, ainda de acordo com Cisco, há outros certames que permanecem na lista de espera dos concurseiros até o final do ano.“Algumas carreiras estão sempre em alta, como policial rodoviário federal e auditor ou analista da Receita Federal. Além desses, o concurso para o INSS é muito aguardado pelos concurseiros, já que normalmente o edital traz uma grande quantidade de vagas para todo o Brasil”. 

Mais concursos – Entre os outros processos com inscrições em aberto, o destaque fica com o concurso do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, para  juiz de Direito substitituto com salários de R$ 26.125,17. O cadastro pode ser feito até o dia 26 de junho pelo www.consulplan.net, só para graduados em Direito. 

Independente de qual seja o concurso, o especialista destaca ainda a importância de idenfificar a melhor estratégia de estudo. “O concurseiro precisa também escolher a forma de se preparar que mais se adapta a sua realidade, que pode ser por meio de videoaulas, apostilas, audiobooks, ou mesmo a tradicional turma presencial na sala de aula”, recomenda Márcio Cisco. De Priscila Natividade.