Com o objetivo de descentralizar os serviços do Sistema Único da Assistência Social (SUAS) da sede da Secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus, os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) Norte, Sul, Vilela e Olivença, que funcionam no Município, passaram a realizar a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico) e Bolsa Família. 

Os usuários podem procurar o CRAS mais próximo de sua residência para aderir ao cadastro que dá acesso aos serviços e programas sociais do governo federal.  “O objetivo é que cada vez mais os serviços fiquem próximos da comunidade, evitando o deslocamento para outras territorialidades e facilitando cada vez mais o acesso aos serviços”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva.

Para realizar a inscrição no CadÚnico, o usuário deve levar os documentos de Identidade, CPF, Carteira de Trabalho e Comprovante de Residência. Para cadastro no Bolsa Família, são necessários ainda a certidão de nascimento dos filhos e o comprovante de frequência escolar.

“A sede da secretaria de Desenvolvimento Social continua realizando a inscrição no  CadÚnico e do Bolsa Família, mas a previsão é que cada vez mais os Cras atuem diretamente no cadastro da população para inseri–las nos programas sociais. Temos uma equipe completa, com profissionais capacitados que atendem diariamente à comunidade”, ressalta Rubenilton. Em breve, o CRAS Oeste também realizará os cadastramentos.

CRAS – Os Centros de Referência da Assistência Social são a porta de entrada para os serviços socioassistenciais da Proteção Básica. A partir deles, é possível articular e fortalecer a rede de Proteção Social Básica. Em Ilhéus, os CRASs ficam situados nos bairros Nossa Senhora da Vitória (Cras Sul), distrito de Olivença (Cras Olivença), Teotônio Vilela (Cras Vilela), Savóia (Cras Norte) e Banco da Vitória (Cras Oeste).  Oferecem ainda o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para as famílias e as crianças, com palestras, orientações, rodas de conversas e bate papo.