WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
shopping jequitiba prefeitura ilheus embasa Neste site
maio 2018
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  





MÁRIO ALEXANDRE VISITA ÁREAS DE RISCO APÓS ESTRAGOS PROVOCADOS PELA CHUVA EM ILHÉUS

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado do coordenador da Defesa Civil no município, Joandre Neres e mais a representante do órgão no estado, Caroline Martins, visitou ontem e hoje (28 e 29) pela manhã, inúmeras áreas consideradas de risco. O objetivo foi avaliar os estragos provocados com a intensificação do período chuvoso no município e elaborar um parecer técnico de toda a situação. Segundo os dados registrados, há pelo menos 48 pontos de alto risco catalogados e monitorados.

Técnicos da Defesa Civil acompanham de perto a situação de famílias que residem nos morros de Ilhéus. Apesar de sucessivos alertas sobre os riscos causados por estruturas que podem ceder com a força da chuva, o órgão entrou com medidas de contenção provisória com a utilização de lonas. A Prefeitura agora pretende começar a fazer obras emergenciais de contenção de encostas nessas comunidades. São muros e valetas para escoamento de água da chuva.

Pontos – No Alto dos Palmares, região mais alta do Basílio, Mário Alexandre acompanhou de perto o drama das famílias que moram em pontos que sofrem historicamente nos períodos chuvosos. Há seis meses, uma pavimentação de rua cedeu com destruição parcial da contenção de pedra. A obra foi implantada na gestão anterior, mas segundo avaliação dos engenheiros, o sistema de drenagem encontra-se com restos de concreto de construções de casas, por isso o volume de água da chuva percorre pelo passeio e desce pela encosta.

“Percorri juntamente com as equipes por diversos morros. Verificamos os estragos e iremos buscar esforços o mais rápido possível junto com os governos estadual e federal a fim de reduzir os efeitos negativos provocados pela chuva em nossa cidade. A situação desses moradores é preocupante e por isso fiz questão de vir pessoalmente. Visitamos o Alto do Nerival que ocorreu um deslizamento de terra devido um rompimento de numa adutora e por isso, a água passou a jorrar por horas”, argumentou Mário Alexandre.

Perigos – Conviver com o enladeirado das ruas no período chuvoso já torna difícil a mobilidade. Em muitas áreas, moradores construíram casas no entorno dos taludes naturais agravados pela ocupação e ação humana. Geralmente são ocupações em habitações em locais impróprios, oferecendo condições propícias para o desenvolvimento desse fenômeno. Infelizmente, a chuva não é a única vilã nas áreas de encostas. Segundo os geógrafos, as bananeiras causam a estabilidade das encostas.

Dona Rosângela Nascimento dos Santos é uma das moradoras do Alto da Esperança. Era madrugada do último sábado (26) quando a Defesa Civil foi acionada. A chuva atingiu uma casa que já havia sido notificada. A destruição motivou a retirada da moradora da área afetada. “Acordei ouvindo a zoada. Quando vi, já estava tudo barranco a baixo. Moro há 30 anos aqui e já sabia que um dia isso iria acontecer”, relatou a moradora.

Parecer técnico – Já a coordenadora estadual de Resposta e Reconstrução da Sudec, Caroline Martins, explicou que a inspeção visa inspecionar os estragos. “Ilhéus possui muitas áreas críticas. Com a chuva, estas áreas se tornam suscetíveis a deslizamentos o que é preocupante. Diante disso, vamos elaborar um parecer para a homologação estadual no sentido de apoiar o município no reconhecimento federal e traçar os planos de reconstrução destas áreas afetadas”, explicou Caroline Martins.

O coordenador da Defesa Civil no município, Joandre Neres, informou que, diante dos últimos acontecimentos, o departamento entrou em contato com a superintendência do órgão no estado a fim de acompanhar a situação. “Iremos encaminhar as documentações para que seja decretada situação de emergência, uma vez que o município não tem poder absoluto para aplacar os estragos causados durante os picos de chuvas”, disse.

Além das localidades do Alto do Nerival e Palmares, foram vistoriados outros pontos críticos, como foi o caso do Alto do Coqueiro e da Rua Uruguaiana, no bairro do Malhado e o Alto da Esperança, no bairro Esperança. Participaram da inspeção, os vereadores Ery Bar e Cesar Porto; os secretários municipais de Serviços Urbanos, Hermano Fahning e de Infraestrutura, Transportes e Trânsito, Átila Dócio.

2 respostas para “MÁRIO ALEXANDRE VISITA ÁREAS DE RISCO APÓS ESTRAGOS PROVOCADOS PELA CHUVA EM ILHÉUS”

  • anonimo says:

    Depois de meses mario Alexandre? vc não tem vergonha mesmo!alias nenhum politico tem.

  • Ricardo says:

    Agora esse filho da puta sobe morro pra v estrago de chuva,cadê a saúde,a educação o hospital regional que foi fechado,cadê o reajuste no salário do servidor público que o tal do Bento disse que não tem como aumentar,por conta de tanto roubo que há na prefeitura,agora fica esse playboy filho da puta com esse sorriso no rosto como se estivesse tudo bom para o povo!

Deixe seu comentário



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia