Nesta sexta-feira (22) e sábado (23), Ilhéus sedia a produção do VI Festival de Dança Itacaré, quando serão apresentados o solo Mulata, da Cia Dita e o espetáculo ISTC, solo da bailarina Isaura Tupiniquim, dia 22, às 19 e 20 horas, no Teatro Municipal (TMI). No sábado (23), a partir das 10 horas, o escritor e diretor de teatro Pawlo Cidade ministra oficina sobre produção cultural, no auditório da Academia de Letras de Ilhéus. O último dia do festival será marcado pela montagem das peças teatrais “O crivo”, do grupo Ateliê do Gesto e “Da própria pele não há quem fuja”, encenada por ExperimentandoNus Cia. de Dança, às 19 e 20 horas, também no TMI.

Os organizadores do festival informam que o Fundo de Cultura do Estado da Bahia, foi criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, e é gerido respectivamente pelas secretarias da Cultura e da Fazenda. “O mecanismo custeia, total ou parcialmente projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são preferencialmente aqueles que apesar da importância do seu significado sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada”, destacam.

Ainda sobre o Fundo de Cultura do Estado da Bahia os organizadores do festival lembram que ele está estruturado em quatro linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: ações continuadas de instituições culturais sem fins lucrativos; eventos culturais calendarizados; mobilidade artística e cultural e editais setoriais. Para buscar informações adicionais basta acessar website www.cultura.ba.gov.br.

Entre os dias 13 e 17 de setembro o VI Festival de Dança Itacaré agitou o município com apresentações de dança, oficinas, intervenções artísticas e rodas de conversa. O evento é realizado pela Casa Ver Arte e Comunidade Tia Marita, com apoio financeiro do governo da Bahia, através do Fundo de Cultura, e secretarias estaduais da Fazenda e Cultura.