WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
shopping jequitiba prefeitura ilheus embasa Neste site
julho 2017
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

:: 16/jul/2017 . 20:03

VOCÊ VIU? CONFIRA AS VINTE MAIS LIDAS DO ILHÉUS24H

O ILHÉUS 24H traz nesta seção os vinte posts mais lidos da semana 09 a 15/07. Clique no título pra ler toda a matéria. Confira abaixo:

SUPOSTO TUBARÃO É FLAGRADO PRÓXIMO A SURFISTAS NA PRAIA DO NORTE, EM ILHÉUS

CHINESES CHEGAM SEXTA A ILHÉUS PARA CONHECER ZPE E ASSINAR PROTOCOLOS DE INTENÇÃO DE NEGÓCIOS

MORRE O EMPRESÁRIO JORGE FARIAS

LAGOA ENCANTADA GANHA INTERNET GRATUITA

ILHÉUS: TENTATIVA DE ASSALTO TERMINA EM MORTE NA AV. ITABUNA, EM ILHÉUS

PONTE DE ACESSO A MARIA JAPE E JAPU ESTÁ SENDO DESOBSTRUÍDA

CELULARES DE 40 MILHÕES DE BRASILEIROS PODEM SER BLOQUEADOS

ESMERALDA GIGANTE ENCONTRADA NA BAHIA É COMPRADA POR DUPLA DE EMPRESÁRIOS

PM PRENDE TRAFICANTES E APREENDE GRANDE QUANTIDADE DE DROGAS NO ALTO SÃO DOMINGOS

PREFEITURA DE ILHÉUS ABRE PROCESSO SELETIVO PARA DESENVOLVIMENTO SOCIAL

CÂMARA DOS DEPUTADOS DISCUTE FIM DO DINHEIRO EM ESPÉCIE NO BRASIL

CLUBE SOCIAL DE ILHÉUS COMPLETA 81 ANOS

MAIS DE 200 PONTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA JÁ FORAM RESTABELECIDOS

VEREADORES BUSCAM INFORMAÇÕES PARA DEFENDER AEROPORTO DE ILHÉUS

DETRAN CONFIRMA REALIZAÇÃO DE CURSO DE DIREÇÃO DEFENSIVA PARA MOTOCICLISTAS EM ILHÉUS

MPT PEDE VETO E NÃO DESCARTA ENTRAR COM AÇÃO CONTRA REFORMA TRABALHISTA

RUI COSTA REINAUGURA AERÓDROMO E REALIZA OUTRAS AÇÕES EM CANAVIEIRAS

TRE-BA REALIZARÁ SESSÃO HISTÓRICA EM ILHÉUS

TEMER SANCIONA REFORMA TRABALHISTA SEM FALAR EM VETOS

BEBETO DESTACA NA CÂMARA FEDERAL 25 ANOS DO SINDICATO DA CONSTRUÇÃO PESADA

A INCRÍVEL HISTORIA DE CHE GUEVARA EM ILHÉUS

Gerson Marques é produtor de Cacau e Chocolate e Diretor Presidente da Associação dos Produtores de Chocolates de Origem do Sul da Bahia.

O navio da Costeira havia chegado na madrugada, jogou âncora nas proximidades da entrada da barra, esperou o dia amanhecer, soltou cinco apitos longos e graves entrando na baía do Pontal  com a elegância de um cisne negro, ancorou pouco tempo depois no cais da companhia, o movimento frenético do desembarque começou imediatamente, uma multidão logo se formou na balbúrdia do cais, estivadores, marinheiros, passageiros, pessoas que esperavam parentes, vendedores de pastel, picolé e jornal, carregadores de bagagens oferecendo seus serviços em carrinhos de mãos, e toda fauna humana que habita beiras de cais em qualquer lugar do mundo, pescadores, marujos, prostitutas, meliantes amadores e profissionais. O ar estava tomado pelo cheiro nauseante da maresia, misturado a peixes, perfumes, suor e charutos, tão intenso que  inebriava os mais sensíveis e gerava reclamações dos mal humorados, isso tudo debaixo de uma chuva fina e um calor abafado.

Passou sem ser notado, carregando uma pequena maleta de couro  marrom, vestido em um surrado terno de linho branco, apesar de alto e jovem, caminhou a passos lentos em direção ao Hotel Coelho, duas quadras de distância do porto, lá escreveu na ficha de hospedagem o nome de Ernesto G. de La Serna, natural da Argentina, 30 anos, médico de profissão.

Do contrário, navio, desembarcou com idêntica discrição, o cidadão americano Porter J. Goss, nome que colocou na ficha de hospedagem do mesmo hotel, preenchida dezessete minutos após o argentino Ernesto.

A Ilhéus de 1956, era pequena mas cosmopolitana cidade, com grande presença de estrangeiros, tanto em sua população fixa como de visitantes, muitos deles atraídos pelos milhões gerados no próspero negócio do cacau.

Os hóspedes estrangeiros do Hotel Coelho, juntaram-se a outros tantos que iam e vinham nas ruas próximas ao cais, a cidade fervilhava logo cedo, o movimento dos poucos automóveis disputava o espaços das ruas com tropas de muares carregando cacau para o cais, a estudantada passava fazendo algazarras, e as lojas começavam a abrir suas portas, já era quente e abafado o início do dia, com sol matinal e chuvas eventuais de verão, nesta época, os libaneses e sírios dominavam o comércio, algumas firmas exportadoras de cacau eram de suíços e outras de grandes empresários de Salvador, os ingleses eram os homens da ferrovia, e os sergipanos vindo de todo nordeste inclusive do sertão baiano, tocavam as bodegas, mercearias, vendas e o negocio de quinquilharias em geral, aos negros cabia o trabalho pesado da estiva e os serviços gerais das roças de cacau nas matas úmidas da região, tudo girava em torno do fruto dourado e do movimento de navios no cais do porto.

:: LEIA MAIS »



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia