Camara-de-Itacare

O PMDB local ajuizou uma ação judicial contrapondo a diplomação de seis vereadores de Itacaré, eleitos pelo PCdoB, PSB, PRB e PSDB, sob suspeita de fraudes nas candidaturas femininas nas últimas eleições municipais

O PMDB alega que houve fraude, como no caso da Candidata Cláudia Cruz que revelou publicamente que não era candidata e que não havia colocado o nome, mas constava como candidata na Justiça Eleitoral. Com a recontagem dos votos o PMDB atingirá coeficiente eleitoral e o candidato a Vereador Azul poderá assumir uma das vagas.

Em 2016, a Justiça Eleitoral notificou antes das eleições, alguns partidos e coligações que tinham mulheres com candidatura suspensa por pendências eleitorais. Os partidos notificados fizeram as substituições e alguns inscreveram mulheres ainda com pendências.

Após as eleições, o PMDB ajuizou ação um pedido de cancelamento de diplomação de seis vereadores, sendo Hamilton Paixão do PSDB, José dos Santos Ribeiro do PCdoB, Givaldo Annes e Hamilton Garriço do PRB, Milton Ramos e Miguel da Matinha do PSB. Os motivos alegados vão desde dupla filiação, até o indeferimento de candidatura, passando por suspeita de crime eleitoral, pois a maioria das mulheres que disputaram o pleito tiveram “zero voto”, o que para a justiça eleitoral caracteriza-se crime. Informações do Itacaré Informa.