WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura ilheus



its brasil







casa melo

agua mineral gabriela

auto escola brandao

whatsapp ilheus 24hs
fevereiro 2017
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

:: 20/fev/2017 . 21:05

COMANDANTE DA PM FAZ BALANÇO DAS OCORRÊNCIAS DO CARNAVAL DE ILHÉUS – SEM HOMICÍDIO

Diversão na avenida e violência zero. Assim foi o Ilhéus Folia 2017 na Avenida Soares Lopes neste final de semana.

Diversão na avenida e violência zero. Assim foi o Ilhéus Folia 2017 na Avenida Soares Lopes neste final de semana.

Durante os três dias de folia, trios elétricos, mini trios e marchinhas desfilaram pela principal avenida da cidade de Ilhéus, trazendo atrações do cenário musical baiano. Mesmo com tantas atrações, e um número maior de pessoas circulando pela cidade, nenhuma ocorrência grave foi registrada, e os foliões puderam curtir o carnaval com muita tranquilidade.

No terceiro dia de festa, que encerrou o período momesco em Ilhéus, foram registradas da DP 03 (três) ocorrências por furto, 01 (uma) por roubo e 01 (uma) lesão corporal. Nas ações policiais, um total de 13 pessoas foram conduzidas, principalmente por vias de fato, somando um total de 46 conduções em todo o final de semana, 12 (doze) delas sendo por uso ou tráfico de entorpecentes. Um revólver calibre .32 foi apreendido no circuito no sábado (18), além de diversas armas brancas.

O reforço no policiamento teve reflexo também fora das áreas principais do evento, empenhados na atividade preventiva, para que fosse garantida a segurança. Diversas blitze e abordagens foram coordenadas pelo efetivo ordinário neste período. Durante o dia, mais de 6 armas brancas foram localizadas e retiradas do circuito, além de apreensões de mercadorias de vidro, que poderiam colocar foliões em risco no circuito, dentre outros. 

:: LEIA MAIS »

VEREADOR CESAR PORTO PARABENIZA A ORGANIZAÇÃO DO ILHÉUS FOLIA

Cesar Porto agradece ao Prefeito Mário Alexandre e toda a sua equipe pela iniciativa de proporcionar ao povo um evento cultural digno.

Cesar Porto agradece ao Prefeito Mário Alexandre e toda a sua equipe pela iniciativa de proporcionar ao povo um evento cultural digno.

No último final de semana, o vereador Cesar Porto – PDT teve a satisfação de prestigiar o Ilhéus Folia 2017, evento cultural que teve em sua grade de atrações uma variada mistura de artistas, bandas e ritmos para atender aos variados gostos musicais de munícipes e turistas que apreciaram o evento.

Registra ainda os seus aplausos ao excelente trabalho de segurança executado pela Polícia Militar (68º, 69º, 70º) em conjunto com a Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Detran, Guarda Municipal, Salva Vidas, Setor de Trânsito Municipal e todos que cuidaram para que nosso povo pudesse desfrutar do carnaval antecipado com segurança, paz e tranquilidade. 

Cesar Porto parabeniza aos vereadores, na pessoa do Presidente Lukas Paiva, pela presença e compromisso com a alegria do povo ilheense. Parabeniza ainda, aos munícipes e turistas que abrilhantaram o evento.

Acredita ser o início de novos tempos, já sendo possível sentir a esperança de dias melhores para a população.

Por fim, faz votos de que a alegria que transitou incessantemente nos dias de festejo carnavalesco também acompanhe ao tratar da saúde, educação, transporte e demais interesses do povo. Da assessoria do Vereador Cesar Porto.

ILHÉUS FOLIA: TRADICIONAIS BLOCOS LEVARAM PARA AVENIDA ANTIGAS MÚSICAS

Desfile de blocos de rua alternativos. Foto: Secom.

Desfile de blocos de rua alternativos. Foto: Secom.

Mesmo com a variação de ritmos, a exemplo de axé, pagode, arrocha e reggae, dentre outros estilos musicais, os blocos carnavalescos sem cordas e seguranças levam à Avenida Soares Lopes muita irreverência, cultura e animação. Formado tradicional por famílias e vizinhos que moram nos bairros do Malhado, Conquista, Nelson Costa, Hernani Sá (Urbis), Teotônio Vilela, Banco da Vitória, e outras localidades do município, o som de marchinhas que lembravam os antigos carnavais de clubes dos caretas dominou a festa antecipada ‘Ilhéus Folia’.

Uma das propostas dos mestres das bandas de marchinhas que dão vida aos músicos que tocam com instrumentos de sopro é resgatar os antigos carnavais. “No nosso dia a dia sempre ouvimos músicos que trazem ritmos voltados para o axé, pagode e arrocha, mas é mesmo no carnaval de rua que voltamos a lembrar das antigas marchinhas que tocavam em festas de Momo nos clubes fechados”, descreveu a dona de casa Maria das Neves dos Santos, do alto da Conquista.

Já a professora aposentada Neide de Sousa e Assis, que mora no bairro do Malhado, “essas músicas que tocaram nos recintos fechados nos anos 60 e 70 marcaram a minha vida. Naquela época brincava com a família, vizinhos e amigos de outras cidades, nos divertindo, jogando confetes e serpentinas. foi uma época maravilhosa em nossas vidas. Por isso que estou esta noite na Avenida Soares Lopes recordando”, ressaltou.

O neto de um ano de idade – Um dos mestres da banda de instrumento de sopro do bloco de carnaval “Deboche”, do bairro da Conquista, o Sr. Guilherme dos Santos se emocionou quando viu no circuito da folia seu neto Guilherminho, de um ano de idade fantasiado e eleito “Mascote” do bloco. O bloco sem corda “Deboche” levou para a Avenida Soares Lopes as meninas do bloco “As Curicas”, também formado por moradores do bairro da Conquista.

Já a contabilista Ana Cristina Evaristo dos Santos destacou que o ‘Ilhéus Folia’ é a festa da família e tem ritmo musical para qualquer tipo de gosto. “Considero multicultural. Pois no circuito da festa o folião pipoca pode curtir à vontade. E aliado a isso, as pessoas não se preocupam porque não vi nenhum sinal de violência. Achei a festa tranquila”, reforçou.

CRIMES CONTRA BANCOS NA BAHIA TÊM QUEDA DE 36,4% EM 2017

CRIMES CONTRA BANCOS

As ocorrências de roubos contra instituições financeiras na Bahia tiveram queda de 36,4% na comparação entre o período de 1º de janeiro a 12 de fevereiro de 2017 com o ano passado. Foram registrados 7 casos neste ano, contra 11 computados pela polícia em 2016.

O trabalho de combate a quadrilhas especializadas neste tipo de crime é realizado de maneira integrada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil, com unidades da Polícia Militar e a Superintendência de Inteligência da SSP. No ano de 2016, comparado com 2015, a redução foi de 54, 4%. Foram 252 casos registrados em 2015, enquanto que em 2016 a polícia computou 115 ocorrências.

:: LEIA MAIS »





dom eduardo

lm mudancas

fale conosco













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia