Foto: Hamilton Oliveira (DJ Branco).

Foto: Hamilton Oliveira (DJ Branco).

Foi apresentado na última terça-feira (24), na sessão ordinária da Câmara Municipal de Lauro de Freitas a ementa do PL  049/2016 que institui o “Dia Municipal do Hip-Hop”, na forma que indica e dá outras providências – autoria do vereador Paulo de Aquino Pires (PSB).  Agora a proposição segue em tramitação na comissão de Constituição e Justiça, caso aprovado vai para discussão e votação no plenário.

A proposição do PL é resultado da Sessão Especial realizada pelo mandato do vereador Paulo Aquino, no dia 16 de maio, na Câmara Municipal que teve como tema: A Importância do Movimento Hip-Hop para o Desenvolvimento Social,  Político, Cultural e Econômico da Cidade – O Hip-Hop como Fator de Transformação Social e Empedramento da Juventude Negra. O evento contou com a presença de Dj Branco, diretor da CMA Hip-Hop, Douglas Melo, presidente da UJS em Lauro de Freitas,  Shayana Busson, historiadora, representantes da Posse de Conscientização e Expressão (PCE), Família LF (Lokos da Favela), Selo DV Rec, Selo Tríplice Hip-Hop, Família OBDC, das professoras Rita Cruz e Simone Requeião, dos vereadores Wágner Batista (PTB), Naide Brito (PT), Sílvio Humberto (Salvador-PSB), e Ester Pinheiro, Superintendente de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Suppir), os quais colocaram suas pastas a disposição do movimento hip-hop para contribuir no que for preciso.

LEI HIPHOP

Para o vereador Paulo Aquino o desafio agora é ficar de olho nos prazos e manter um constante diálogo com comissão de Constituição e Justiça e a mesa diretora da Câmara para que o projeto tenha celeridade em sua aprovação. “Por conta da importância que tem esse projeto e por ter sido demanda apresentada pela sociedade civil durante a Sessão Especial que discutiu o Hip-Hop, sua contribuição para o desenvolvimento da cidade, suas especificidades e estratégias de enfrentamento à violência e genocídio que sofre a juventude negra no município, é importante que o mandato e o movimento social mantenham um constante diálogo com comissão de Constituição e Justiça e a mesa diretora da Câmara, com Rosalvo, Mateus e outros vereadores para convencê-los da importância que se tem o projeto e que o mesmo entre em regime de urgência na casa, tenha celeridade nos reparos legislativos e seja levado a plenário antes do fim dos trabalhos legislativos deste primeiro semestre, ainda em junho deste ano para a sua aprovação.” Concluiu o vereador Paulo Aquino.

A Superintendente de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Lauro de Freitas, Ester Pinheiro, considera que a aprovação do PL é de fundamental importância para a valorização e reconhecimento da cultura hip-hop. “Aprovar o PL que institui o Dia Municipal do Hip-Hop é sem duvida contribuir para o crescimento e valorização de uma cultura oriunda dos guetos, formada por jovens negros que sofrem com as injustiças sociais diariamente e a parti dos elementos da cultura hip-hop contribuem com o processo de transformação social e outros jovens, estamos falando da atuação de jovens pela cultura da paz. Eu torço pra que esse projeto seja aprovado o mais rápido possível, isso será um marco histórico para a cidade.” Destacou Ester Pinheiro.

O PL prevê ainda a inclusão dos elementos do hip-hop (Rap, Break, Graffiti, Dj), na programação oficial das festas calendarizadas do município, e dotação orçamentária garantida pelo Fundo Municipal de Cultura. “É muito importante que se der visibilidade e valorize os artistas da cultura hip-hop que trabalham o ano inteiro sem apoio da prefeitura”. Disparou o rapper Zidane, do Selo DV Rec.

O Hip-Hop foi reconhecido em 2001 pela ONU como sendo o maior movimento cultural de periferia do mundo, contribuindo, sobretudo a favor da paz e da justiça.  Coincidentemente no mesmo ano nasci o movimento hip-hop organizado em Lauro de Freitas, com a criação da PCE – Posse de Conscientização e Expressão, organização que sempre pautou o município sobre as questões de juventude e demandadas do povo negro. O militante e rapper Yogi Nkrumah diz que a aprovação do PL é de extrema importância para o município assegurar e reconhecer o hip-hop como instrumento de arte-educação.

O Hip-Hop com sua característica de mobilização, contestação e expressão, se transforma em um dos maiores movimentos de ação cultural e social dentre a juventude e comunidade periférica, que fazem deste movimento seu grande porta voz. O Hip-Hop criou seu próprio estilo de vida, seu mecanismo de informação e conscientização, transformando seu militante em um grande agente social, cultural e político. A inclusão social, através da cultura e manifestações artísticas como o Hip-Hop, é imprescindível no combate à violência e estímulo à inclusão social. “O hip hop tem grande importância e contribuições prestadas em diversos aspectos sociais e culturais no mundo inteiro. Mas esse dia também é pra ser um dia de luta, da valorização da cultura de rua, do reconhecimento dos artistas que desenvolvem os quatro elementos na nossa cidade.” Ressaltou Douglas Melo, presidente da UJS em Lauro de Freitas.

Outros artistas, militantes e autoridades políticas, que apesar de não terem participado da sessão especial, também manifestaram apoio a iniciativa do movimento. Segundo Ricardo Andrade, jornalista e produtor cultural, Lauro de Freitas ainda carece de uma política cultural que seja inclusiva e dialogue com o universo diversificado de artistas e produtores de cultura da cidade. “Ainda vivemos e investimos mais 80% dos recursos de culturas em lavagens, micaretas e festejos religiosos onde o elemento cultura é o personagem figurante”.

Para ele, a apresentação do PL no dia 24, se configura como uma ferramenta institucional que dá a cultura hip hop o papel de protagonista nesse cenário. Potencializar o hip hop que é um movimento cultural libertário é promover o desenvolvimento sócio, político e cultural em nossa cidade. “Quando o Hip Hop se movimenta nas periferias a cidade cresce”.

Secretária de Assistência Social e Cidadania do Município, Josy Cruz, declarou ser a favor do PL, e todos outros projetos que for para o beneficio da juventude laurofreitense.

Os grupos, coletivos e organizações do movimento hip-hop prometeram acompanhar de perto todo o processo de dialogo na Câmara Municipal de Lauro de Freitas, para a aprovação do Projeto de Lei PL 049/2016 que institui o “Dia Municipal do Hip-Hop”.