WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bebeto galvao shopping jequitiba



maio 2016
D S T Q Q S S
« abr   jun »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: 25/maio/2016 . 23:01

DIA DA ÁFRICA, UMA LUTA PELA VIDA!

DJ BRANCO/ CMA HIP-HOP

Dia da África

A data foi instituída pela “Organização da Unidade Africana” (OUA) em 1963, na cidade de Addis-Abeba, capital da Etiópia, país situado a nordeste do continente. O objetivo é comemorar o Dia da Libertação da África. Naquele 25 de Maio, reuniram-se em Adddis-Abeba líderes de 30 dos 32 países africanos, que assinaram a carta  que  declara a  libertação  da África  contra a subordinação  imposta pelos europeus. A partilha ou divisão da África entre os europeus foi definida pela Conferência de Berlim, entre 1884 e 1885, e significou a apropriação pelos europeus das  riquezas humanas e naturais do continente.

A Organização das Nações Unidas (ONU) vendo a importância daquele encontro de 1963, instituiu em 1972, o 25 de Maio como o Dia da Libertação da África. O dia tem profundo significado na memória coletiva dos povos do continente africano, pois simboliza a luta por sua independência e emancipação política.  

Os negros do Brasil e do mundo celebram a oportunidade de avaliar as dificuldades e os progressos do continente berço da humanidade. Em março de 2003, foi aprovada a Lei Federal nº 10.639/03, que torna obrigatório o ensino de História e Cultura Africana e Afro-Brasileira nas escolas de Ensino Fundamental e Médio, propondo novas diretrizes para valorizar e ressaltar a presença africana na sociedade, além de ser um instrumento contra a discriminação e o preconceito racial, a Lei ainda não é cumprida na prática por conta do racismo institucional, estruturante que impera no Brasil.

Para Hamilton Borges, da Ação Comunitária Quilombo X e Campanha Reaja ou Será Morta, Reaja ou Será Morto, o Dia da África é muito importante, não exatamente pela proclamação do dia, mais sobre tudo por que é um dia reflexão para pensarmos do ponto de vista dopan-africanismo, uma doutrina, uma linha de pensamento que está em ação sobre tudo aqui na Bahia, no Brasil.

“É o pan-africanismo que nós liga internacionalmente. O maior desafio que nós temos é deixarmos esse lugar de sub-representação, essa não presença do povo negro na cena política da sociedade brasileira, esse lugar de morte que nós está colocado e o enfrentamento que é o enfrentamento menor em  que as lideranças negras negociam a nossa desgraça, negociam a nossa morte para parecer que estão fazendo alguma coisa enquanto a gente tem morrido, os pan-africanistas de verdade não são pan-africanistas marxistas, nem veiculados a partidos de governo, estão fazendo ações comunitárias, tentando mudar a realidade que vive o povo negro. Nosso desafio é muito grande, é criar um projeto político do nosso ponto de vista para o país, um projeto político que seja nosso, de libertação real do nosso povo”. Enfatizou Hamilton Borges. 

A Bahia não tem muito o que comemorar, cerca de 82% da população é negra, e a maioria das pessoas assassinadas no estado são pretos e pretas. O número de homicídios só faz crescer, Salvador e região metropolitana aparecem como a 14ª cidade mais violenta do mundo, de acordo com um ranking internacional publicado por uma ONG mexicana. Das 50 cidades com maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes em 2015, 21 são brasileiras.

A maioria das pessoas assassinadas na Bahia é jovem do sexo masculino com idade entre 15 e 29 anos. A Secretaria de Segurança Pública e a mídia sensacionalista sempre relaciona a morte desses jovens ao envolvimento com drogas ou briga de gangues, nunca é aberto um inquérito para investigar a verdadeira causa da morte desses jovens.

Ser jovem negro e chegar aos 25 anos de idade é ser tido como sobrevivente de um projeto de genocídio contra a população negra. Não existe na Bahia nenhuma política pública efetiva para empoderamento e desenvolvimento sócio-político-cultural e econômico da maioria da juventude. A política pública eficiente que chega primeiro é o braço armado do estado. 

Em 2009 o Governo Feral iniciou um diálogo com organizações de juventude negra e movimento negro para se pensar um programa de prevenção à violência e garantia dos direitos da juventude negra. A partir desse diálogo foi criado em 2011 o Plano Nacional de Enfrentamento a Violência Contra a Juventude Negra (Juventude Viva), elaborado a várias mãos e com a participação decisiva da sociedade civil, com muitas críticas é claro. Foi criado um grupo de trabalho interministerial com 11 Ministérios para discutir a aplicabilidade do plano a partir de programas já existentes no Governo, destinando parte de suas ações para comunidades com grande índice de violência e vulnerabilidade social.

A grande verdade é que na pratica o plano não funcionou por que não teve vontade política. O discurso dos gestores públicos era que a aplicabilidade do plano se fazia necessária e urgente para reduzir o índice de mortalidade da juventude negra, só que na pratica era mais conversa do que ação concreta. Gastou-se muito dinheiro com eventos para falar sobre o plano, e ação concreta que é bom, nada.

A Bahia não criou seu plano estadual de enfrentamento a violência contra a juventude negra, dos 20 municípios que estão no Juventude Vida, só seis fizeram adesão nacional. Enfim, o JUVENTUDE VIVA MORREU!

VIVA A MÃE ÁFRICA!

PROJETO DE LEI INSTITUI O “DIA MUNICIPAL DO HIP-HOP”, EM LAURO DE FREITAS/BA

Foto: Hamilton Oliveira (DJ Branco).

Foto: Hamilton Oliveira (DJ Branco).

Foi apresentado na última terça-feira (24), na sessão ordinária da Câmara Municipal de Lauro de Freitas a ementa do PL  049/2016 que institui o “Dia Municipal do Hip-Hop”, na forma que indica e dá outras providências – autoria do vereador Paulo de Aquino Pires (PSB).  Agora a proposição segue em tramitação na comissão de Constituição e Justiça, caso aprovado vai para discussão e votação no plenário.

A proposição do PL é resultado da Sessão Especial realizada pelo mandato do vereador Paulo Aquino, no dia 16 de maio, na Câmara Municipal que teve como tema: A Importância do Movimento Hip-Hop para o Desenvolvimento Social,  Político, Cultural e Econômico da Cidade – O Hip-Hop como Fator de Transformação Social e Empedramento da Juventude Negra. O evento contou com a presença de Dj Branco, diretor da CMA Hip-Hop, Douglas Melo, presidente da UJS em Lauro de Freitas,  Shayana Busson, historiadora, representantes da Posse de Conscientização e Expressão (PCE), Família LF (Lokos da Favela), Selo DV Rec, Selo Tríplice Hip-Hop, Família OBDC, das professoras Rita Cruz e Simone Requeião, dos vereadores Wágner Batista (PTB), Naide Brito (PT), Sílvio Humberto (Salvador-PSB), e Ester Pinheiro, Superintendente de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Suppir), os quais colocaram suas pastas a disposição do movimento hip-hop para contribuir no que for preciso.

:: LEIA MAIS »

RUI ANUNCIA APROVAÇÃO DO PRIMEIRO TESTE RÁPIDO DA ZIKA DESENVOLVIDO NO BRASIL

rui-costa-2“É com orgulho que anuncio que o teste rápido da ‪‎Zika, desenvolvido em parceria entre a ‪‎Bahiafarma e a empresa sul-coreana Genbody Inc., foi aprovado pela Anvisa e poderá ser utilizado no País inteiro para ajudar a enfrentar essa perigosa doença”. Foi desta maneira, por meio de seu perfil oficial no Facebook, que o governador Rui Costa revelou o feito histórico para a indústria farmacêutica baiana. O teste rápido para a doença é inédito no país e, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), também é o primeiro teste diagnóstico feito sem a participação da Fiocruz. 

Em sua rede social, o governador Rui Costa parabenizou a Bahiafarma e todos os envolvidos na produção do teste rápido: “vocês são a prova da qualidade do nosso serviço público”, escreveu Rui. O teste torna mais fácil e rápida a detecção do vírus no organismo de pessoas infectadas. 

Ainda de acordo com a Sesab, a realização do teste rápido não apenas confirma o diagnóstico de possíveis pacientes, mas também colabora para o mapeamento de ocorrências da doença, facilitando ações de combate em locais específicos, e auxilia nas pesquisas sobre a doença.

O desenvolvimento do teste rápido para zika vírus teve início no primeiro semestre de 2015, quando começaram a ser detectados casos suspeitos da doença no sul da Bahia e na região de Feira de Santana, centro-norte do Estado. 

A Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma) é um laboratório farmacêutico público que tem como objetivo desenvolver e fornecer produtos, serviços e inovação tecnológica para a saúde pública do País.

TERMINA HOJE PRAZO PARA PAGAR A TAXA DO ENEM E CONFIRMAR A INSCRIÇÃO

enem

Hoje (25) é o último dia para que candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) paguem a taxa de R$ 68 para garantir a participação nas provas.  O prazo para que isso seja feito é até as 21h30, no horário de Brasília. Ao todo, mais de 9,2 milhões se inscreveram para as provas e desses, cerca de 2,7 milhões devem pagar a taxa. Os demais são isentos.

Estudantes que concluíram o ensino médio em escolas públicas e candidatos de baixa renda que sinalizaram essa condição durante a inscrição estão isentos. O pagamento, que até o ano passado só podia ser feito em agências do Banco do Brasil, agora inclui qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios.

Provas – As provas serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. A nota do Enem é usada como critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni). A participação na prova também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Além disso, estudantes maiores de 18 anos podem obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.

Estudos – A plataforma Hora do Enem disponibiliza gratuitamente um plano de estudos individual para quem quer se preparar para o exame. O estudante faz um cadastro, no qual preenche o curso que pretende cursar. O site também permite ao candidato participar de simulados nacionais, além de ter acesso ao Mecflix, portal com mais de 1,2 mil videoaulas.

PROJETO TEATRO NO TERREIRO AGITA SUL DA BAHIA E CAPITAL

cartaz terreiro

O projeto Teatro no Terreiro – Circulação, Formação e Vivência Cultural em Terreiros de Candomblé passará por três cidades baianas, de 28 de maio a 12 de junho, com diversas ações culturais nos terreiros Matamba Tombeci Neto, em Ilhéus, Ilê Axé Ijexá Orixá Olufon, em Itabuna, e Ilê Ìyá Omi Àse Ìyámasé, em Salvador. Todas as atividades da programação serão gratuitas e destinadas a público-alvo constituído pela comunidade de cada terreiro e demais interessados. A iniciativa tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). 

As atividades começam em Ilhéus , dia 28 de maio,  no terreiro Matamba Tombeci Neto, localizado no Alto da Conquista, com a oficina Vivência, Teatro e Tradição Oral, das 9h às 17 h, ministrada pelo ator, diretor, professor e mestre em artes cênicas, Rafael Morais. Com carga horária de seis horas, a oficina possui 20 vagas disponíveis.

No mesmo dia, às 19h, será apresentado o espetáculo Na Teia de Ananse – Trama da Palavra, com a atriz Tânia Soares, baseado em contos e mitos de matriz africana, que revela a magia dos narradores africanos, os griots. Logo após o espetáculo, se iniciará a Roda de Conversa Griô, que proporcionará ao público momentos de reflexão sobre teatro, tradição oral e vivência cultural, com participação da ialorixá e atriz, Mãe Ilsa Mukalê, do produtor cultural Marinho Santos e dos diretores Rafael Morais e Tânia Soares, do grupo Teatro Griô.

:: LEIA MAIS »

BEBETO LEVA COMITIVA A MINISTÉRIO PARA RETOMAR TRATATIVAS SOBRE ESTALEIRO NA BAHIA

Foto: Fernando Stuckert.

Foto: Fernando Stuckert.

Uma audiência articulada pelo deputado federal Bebeto Galvão (PSB) com o novo ministro das Minas e Energias, Fernando Bezerra Filho, marcou a reabertura do diálogo sobre a indústria naval baiana, em especial o Estaleiro Enseada do Paraguaçu, localizado em Maragogipe, na Bahia, que está com as atividades suspensas. “Esse encontro é parte do nosso compromisso em defesa de uma indústria que representa uma conquista econômica do estado”, informa Bebeto. Participaram da reunião o presidente da Federação das Indústrias da Bahia (FIEB), Ricardo Alban, os dirigentes da empresa Enseada Indústria Naval, Fernando Barbosa (presidente) e Humberto Rangel (gerente), além do vice-presidente do Sintepav-Ba, Irailson Gazo, e Digal Vieira, liderança política de Maragogipe.

De acordo com o deputado Bebeto, a comitiva fez uma apresentação ao ministro comprovando a viabilidade do projeto, além de mostrar os indicativos sobre como o empreendimento pode voltar a funcionar. “Já existem parceiros para investir, principalmente fora de financiamentos públicos, restando ao governo assumir a capacidade proativa para construir a solução e manter a continuidade dos investimentos, devolvendo à indústria naval da Bahia a sua condição de geradora de emprego, renda, tributos, bens e serviços”, pontua Bebeto Galvão.

:: LEIA MAIS »

dom eduardo

projetos arquitetonicos











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia