microcefalia

Técnicos do Centro de Diagnóstico e Reabilitação da Universidade Federal da Bahia (Ufba) vão realizar em Ilhéus palestras sobre microcefalia. O evento, que acontece no dia 29 deste mês, a partir das 15h, no auditório da Faculdade Madre Thais, é dirigido aos profissionais da saúde do município e região, e também aberto ao público. Uma das preocupações se deve ao fato de quase 30% desses casos ter associação à doença provocada por bactérias na gestação, o que pode evidenciar relação entre o vírus da zika e o surto de microcefalia na região nordeste do país.

Os palestrantes serão o neurologista Ailton Melo, a pediatra Larissa Prazeres, os fisioterapeutas Nildo Ribeiro e Adriana Virgínia Barros e a fonoaudióloga Kayra de Souza. O Centro de Diagnóstico e Reabilitação da Ufba atualmente é referência para casos de microcefalia, em Salvador. A equipe leva informações atualizadas aos profissionais e gestores de saúde, no sentido de contribuir com o treinamento de pessoal e fomentar a criação de estabelecimentos de saúde ao portador de microcefalia no interior da Bahia.

De acordo com o secretário de Saúde de Ilhéus, Antonio Ocké, essas informações são importantes para a problemática que o município vivencia. “Em vista disso, a atual gestão tem pretensão de criar junto à sede do Núcleo de Atenção Especializada (Nae), um centro de referência para microcefalia. Inclusive, essa parceria vai contribuir principalmente na capacitação da nossa equipe técnica”.

Antonio Ocké relata ainda que essa condição rara é muito grave, e quando não leva à morte, deixa sequelas graves que limitarão a capacidade funcional da criança pelo resto da vida. “E por isso, precisamos nos preparar para o que poderá advir. Estamos preocupados com essa problemática de interesse público e de grande desafio para a saúde pública de Ilhéus, que juntamente com o município de Itabuna vem liderando número de atendimentos para a tríplice epidemia (dengue, chikungunha e zika vírus)”.

Dados da Sesab – Conforme boletim divulgado pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), a cada quatro dias 43 novos casos suspeitos de microcefalia são notificados no estado. Desde o dia 13 de fevereiro técnicos da secretaria já contabilizavam um número de 744 casos notificados em 121 municípios. Desses, 161 foram investigados com a realização de exame de imagem, sendo 107 confirmados e 54 descartados.