WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
ilheus brindes
abril 2016
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



TERCEIRIZADOS TORNARAM-SE “EMPREGADAS DOMÉSTICAS” DO GOVERNO

MARCOLINO REIS
Marcolino é graduando em história pela Uesc, com formação em Ciências Políticas pela USP.

Marcolino é graduando em história pela Uesc, com formação em Ciências Políticas pela USP.

Uma das grandes conquistas sociais que tivemos nos últimos tempos é a inclusão no rol da formalidade, o conjunto de pessoas que trabalham no setor doméstico. Vale ressaltar que esta conquista é fruto da organização desta categoria. Todas as pessoas em cargos eletivos fizeram suas obrigações, portanto, mérito para a organização popular.

Ao mesmo tempo em que o Governo Federal e o Congresso Nacional ampliam o acesso à direitos trabalhista (aprovando a PEC das domésticas), o Governo do Estado da Bahia e a Assembleia Legislativa retiram direitos fortalecendo a terceirização com a aprovação da nossa conhecida PL 4330.

Fomos derrotadas pelo presidente da câmara dos deputados, o Deputado Federal Eduardo Cunha (apelidado pelo movimento estudantil de Chicun-cunha por representar a doença do poder pelo dinheiro e dinheiro pelo poder).

A articulação da mesa diretora da Câmara dos Deputados encabeçada pelo dito-cujo iniciara tudo que está acontecendo agora com terceirizados e terceirizadas em todo estado da Bahia. Principalmente estes atrasos de salário a maioria dos parlamentares do congresso nacional tem responsabilidade.

As vidas de dezenas de milhares de homens e mulheres estão sendo destruídas. A irresponsabilidade dos grandes meios de comunicação, principalmente as redes Globo e Record, soma com sua atuação desumana e omissa. Quem são os políticos envolvidos? Quem está se beneficiando? O que os prejudicados estão fazendo para solucionar? Estas e outros questionamentos só terão uma resposta a rua como campo de batalha.

Estamos em um momento onde necessitamos da mobilização de trabalhadores e estudantes para defender a educação pública do estado da Bahia e portanto é importante as pessoas que trabalham como terceirizadas dentro dos Colégios Estaduais Baianos se mobilizem e saiam ás ruas em defesa de seus direitos trabalhistas e contra este ajuste fiscal. É necessário que o Governo do Estado rompa com os acordos políticos de bastidores com os políticos-empresários proprietários destas empresas de terceirização que atuam como empresas de escravização considerando a quantidade de trabalhadores e trabalhadoras sem receber seus salários a dezenas de semanas. Os Estudantes precisam ocupar todos os Colégios Estaduais Baianos. Os de ensino regular e técnico com uma pauta unificada para derrotar o Secretário Estadual de Educação considerando sua responsabilidade. O caminho em defesa da educação pública é se espelhar nos estudantes do Chile que em 2006 realizaram a Rebelião dos Pinguins. Mobilização conhecida pelas manifestações com mais de seiscentos mil estudantes nas ruas pela melhoria da educação pública e passe livre estudantil. O caminho para derrotar as empresas terceirizadas que estão prejudicando a vida de milhões de estudantes nos colégios estaduais baianos neste ano de dois mil e dezesseis é seguir o exemplo dos estudantes das escolas de São Paulo que em 2015 derrotaram o governo do estado e derrubaram o secretário estadual de educação.

Por fim é importante ressaltar que o poder emana do povo e portanto governo que facilita a retirada de direitos sociais ás juventudes baianas e direitos trabalhistas à centenas de milhares de famílias, merece um povo sem medo.

3 respostas para “TERCEIRIZADOS TORNARAM-SE “EMPREGADAS DOMÉSTICAS” DO GOVERNO”

  • Marcolino says:

    Gratidão ao Ilhéus 24h pela publicação de minha análise a partir da conjuntura posta nos colégios estaduais da Bahia. Só pra ninguém usar o título contra mim deixar uma coisa claro, acreditem quem quiser: Nada contra as empregadas domésticas. <3 muito amor a todos vocês e quem curtir compartilha ai.

  • Paulo de tarso says:

    A educação é o único meio legitimo, seja a doméstica ou a formal, de termos ciência crítica a respeito de valores mínimos de decência e ordem.
    No passar das décadas vemos a fragilização dos aspectos educacionais de outrora, onde perdeu-se o respeito pela figura do mestre e vice versa. Nos tornamos seres abstratos e inanimados de um processo de politico sujo e violento, onde tentam “emburrecer” as massas, poucos e muito poucos escapam desta armadilha. Isso dito foi só pra fazer contra ponto ao texto, que há um ganho estupendo Comba formalização das domésticas. Ora que tão pequenos ganhos celebramos. Empresas de fornecimento de mão de obra seria sim um ganho, ex domésticas com ensino.médio concluído e cursando uma faculdade, sim seria uma boa celebração.

  • Marcolino says:

    Camarada @paulo de tarso, somos da equipe de pré campanha de Marcolino e lhes informo que o tom da matéria nunca teve a intenção de fomentar o Machismo, por conta disso, se caso quiser manter um debate com ele, basta enviar um e-mail pessoal. Marcolinoreis@outlook.com e artigosmarcolino@hotmail.com.

Deixe seu comentário

dom eduardo

arquiteto













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia