WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
ilheus brindes
junho 2015
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



DEUS FEMININO

Julio Cezar de Oliveira Gomes é graduado em História e em Direito pela Uesc.

Julio Cezar de Oliveira Gomes é graduado em História e em Direito pela Uesc.

Há quem acredite que em mesa de bar nada há que possa prestar. Em parte é verdade. Mas em parte é um grande equívoco.

Em animada palestra regada a cerveja para a maioria e a refrigerante e suco para alguns poucos, em Ilhéus, numa mesa situada na Barrakítica (olha o marketing!!! rsrsrsrs), conversávamos – ou discutíamos – entre outras coisas sobre a presença da divindade nas sociedades humanas, quando uma jovem questionou o fato de Deus estar sempre identificado com o gênero masculino, o que reforça a concepção ideológica machista historicamente dominante em quase todas as sociedades e épocas.

A pergunta, feita com a criticidade e audácia típica das jovens que frequentam os movimentos que questionam o “status quo” dominante, tais como são os que lutam pelos direitos das mulheres, além de ser inteligente,possibilita uma reflexão extremamente oportuna.

De fato, por uma questão de lógica, o Deus supremo, em uma concepção monoteísta; e os deuses ligados à criação, do ponto de vista politeísta, deveriam sim ser todos do gênero feminino. Assim, se antecedido de artigo definido deveria ser este do gênero feminino, ou seja: A Deus, e não O Deus. É bem simples entender o porquê disso. Veja:

Se alguém concebe e cria em si mesmo a vida entre os humanos não são os homens, e sim as mulheres. Nelas se dá a fecundação. Dentro delas se desenvolve o óvulo, que se transformará em embrião e em feto, e são elas que darão à luz o novo ser. Pode doer no orgulho masculino, mas falando do ponto de vista estritamente biológico, só somos fundamentais para fornecer os espermatozoides. E só, fisicamente falando.

Se são as mulheres as geradoras, as mães da vida, Deus e os deuses associados à criação deveriam mesmo ser todos do gênero feminino – ou então de gênero nenhum, se entendermos que Deus não tem sexo. É de fato no mínimo impróprio, ilógico mesmo, associá-lo ao masculino.

Deveria, sim, ser A Deus (ou A Deusa) Mãe Toda Poderosa, criadora da vida, do céu e da terra, e de tudo o que nela existe. Mas isso se chocaria frontalmente com o machismo predominante em todas as sociedades, e ainda nos dias de hoje.

Seria simplesmente inaceitável, impossível de ser assim em uma sociedade como a dos Hebreus (ou judeus), há dois mil anos atrás, quando Jesus veio ao mundo, sendo que naquela sociedade as mulheres quase nada valiam, quase nada eram, e simbolizavam a fraqueza, a dependência e a submissão quase total, além de ser-lhes imputadas todas as culpas, inclusive aquelas que cabiam aos homens, como ocorre na narrativa acerca de Adão, Eva e do fruto proibido, em que a culpa recai toda sobre Eva, como se Adão não tivesse a plena liberdade de ter dito: não!

Em sociedades nas quais a mulher adultera era sumariamente assassinada por meio de apedrejamento público; em que os pais davam as filhas em casamento a quem bem entendessem; em que as mulheres eram seres de última categoria porque não tinham a mesma força física do homem para a guerra e para os pesados serviços daquela época; em que o homem tinha a mulher como mais um dos objetos de sua posse, podendo dela se desfazer quando bem lhe aprouvesse, jamais a divindade seria identificada com o gênero feminino, por ser tal fato uma grave ameaça ao poder total exercido pelos homens.

Penso, particularmente, que Deus não tem sexo. Se tivesse, se casaria e – permitam-me a brincadeira, mesmo em um tema tão sério – a vida dele viraria um inferno, sendo, ainda, comandado pela mulher!

Concordo, pois, com a jovem questionadora e audaz: Se tivéssemos de atribuir um gênero à divindade, deveria ser o feminino, e não o masculino.

7 respostas para “DEUS FEMININO”

  • Duda Weyll says:

    1- Deus é mitologia, ou, como diria Nietzsche, platonismo para os pobres.

    2- Deus “macho” é fruto dos monoteísmos (idealísticos), pois nos politeísmos (sofísticos) a mulher é muito bem retratada, inclusive representando fenômenos naturais de extrema força.

    3- Espermatozoide não é “só um detalhe”, é a metade de todo o enredo (geneticamente falando).

    Você tenta tornar o monoteísmo judaico aceitável de qualquer forma, mas essa religião é idealística e tenta elevar uma ideia de supremacia a meros animais (nós)… Beba menos, leia mais (aconselho Sarte, Nietzsche, Céline, Foucault, Wittgenstein e Cioran, vão te ajudar a sair do século 17).

  • Judson says:

    1 -Quando Jesus veio e antes dele mesmo vieram muitos profetas, eles falavam de Deus como Pai e não como mãe.
    2-também como Senhor e não Senhora
    3- OBS: se ele fosse feminino ou sem gênero pq ele não criou a mulher primeiro?
    creio que a bíblia é a palavra de Deus ou seja a verdade, e se é a verdade devemos crer em tudo que ela nos fala inclusive que Deus é Deus e pronto, quem somos nós pra entender dos mistérios dele se não sabemos nem quantos fios de cabelo temos na cabeça:

  • TONY MATIOLLI says:

    REALMENTE, DEUS SERÁ SEMPRE DEUS HOMEM, TODOS OS NOMES MASCULINOS, VEJA SÓ:
    EL / ELOHIM: Soberano Criador
    JEOVÁ (YHAWEH): “EU SOU”
    EL SHADAY: Deus Todo Poderoso, Onipotente
    ADONAI: Senhor (dono)
    JEOVÁ JIRÉ: Deus proverá
    JEOVÁ M’KADESH: o Deus que santifica
    JEOVÁ NISSI: O Senhor é a nossa bandeira
    JEOVÁ RAFÁ: Eu sou o Deus que te sara
    JEOVÁ SHALOM: O Senhor é a nossa Paz
    JEOVÁ TSIDKENU: Senhor, Justiça nossa
    EL ROHI: O Senhor é o meu Pastor
    JEOVÁ SHAMNAH: O Senhor está presente aqui
    EL ELYON: O Deus Altíssimo
    JEOVÁ TSEBAÔ: O Senhor dos Exércitos
    JEOVÁ MAKKE: O Senhor nos corrige
    JEOVÁ GMOLÁ: O Senhor das recompensas
    JEOVÁ ELOAI: Senhor meu Deus
    EL ELOAH: O Deus pessoal
    JEOVÁ ELOENU: O Senhor nosso Deus
    EMANUEL: Deus conosco

    PORTANTO NÃO ME VENHA DIZER QUE DEUS NÃO TEM SEXO, E QUE SEJA FEMININO, É PRECISO PESQUISAR MAIS, E NÃO SER INFELIZ NAS VOSSAS COLOCAÇÕES.

  • Fernanda says:

    Como sugerir q Deus é feminino se em toda historia da bíblia, o temos como o criador e não gerador assim com foi colocado a matéria? Deus em sua divindade criou a humanidade e não a fecundou como uma mulher. Realmente não vejo uma lógica em conversa fiada de porta de bar, tornar-se uma matéria. Jesus sempre se referiu a Deus como “O pai” e não como a mãe, procurem fazer algo útil e proveitoso para seus leitores, pois não podemos deixar que a falta de verdade, mitologias ou até mesmo a falta de conteúdo venha tomar conta deste site.

  • O JUDEU says:

    Só falando assim… Meu Deus !!! rsrsrs…
    Tudo não partiu de Maria ???
    Houve exatamente isso a fecundação pelo espirito santo em Maria e o nascimento de Jesus…
    Tudo partiu da mulher, mais realmente se fosse o CRIADOR e quisesse dizimar os ensinamentos, escolheria um homem por ser uma tarefa dura e árdua até hoje é… Tanto é que existem poucas pastoras e/ou pregadoras !
    Se houve esta escolha pelo Criador, foi uma escolha lógica ! Porém, a presença da mulher está a todo momento em Maria e em Madalena.

  • Noêmia says:

    Qm criou deus? Ao homem toda a supremacia e a criação e à mulher, o único dever dela, gerar um filho.

  • Bob Santos says:

    Amigo, acho melhor vc seguir o conselho do Duda Well. Quando não tiver assunto para escrever, te convido para pescar comigo, pare de escrever sem conhecimentos.

Deixe seu comentário

dom eduardo

arquiteto













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia