WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
ilheus brindes
abril 2015
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  



LATAS VELHAS: NÃO HÁ LIMITES PARA OS ABSURDOS

Foto: Ilhéus 24h.

Foto: Ilhéus 24h.

A nossa equipe de reportagem flagrou, na tarde desta segunda-feira (06), na avenida Canavieiras, em Ilhéus, mais um fato bastante inusitado envolvendo os coletivos que circulam na cidade, e que explicitam os seus péssimos estados de conservação.

Na ocasião, o motorista do ônibus da empresa Viametro, se viu obrigado a ter que despejar um balde de água no motor do veículo, para que, imagina-se, esfriasse, e ele pudesse prosseguir viagem.

Mais uma vez perguntamos: Não há nenhuma espécie de fiscalização nessas empresas, visando verificar o estado de conservação dos ônibus que vão para as ruas? 

Até quando os ilheenses seguirão com suas vidas correndo risco dentro de verdadeiras latas-velhas, e ainda pagando bastante caro pelas passagens?

Cadê o Ministério Público que não toma nenhuma atitude?

Será que estão esperando uma tragédia acontecer, como a que recentemente quase se sucedeu, quando a mola central de um desses ônibus que rodam em Ilhéus se soltou, e o veículo foi parara desgovernado fora da pista?

Pois é amigos, ante tais fatos, a cada dia que passa ficamos mais convictos que, pelo menos em relação ao transporte público coletivo e a coletânea de abusos e absurdos que acontecem, vivemos em uma cidade sem leis.

5 respostas para “LATAS VELHAS: NÃO HÁ LIMITES PARA OS ABSURDOS”

  • Roger says:

    Esse Blog não tem o que fazer não é? Tanta coisa importante faltando na cidade!

  • Joao says:

    Motor quente? Balde de água fria???

    Você ta fazendo isso muito errado {caso queria ‘consertar’}
    Você ta fazendo isso muito certo {caso queria sabotar}

  • Arnaldo Souza says:

    São atribuições da Seção de Transportes da Superintendência de Transporte e Trânsito de Ilhéus:
    Art 6º – São atribuições da Seção de Transportes Públicos:
    I – Acompanhar e avaliar os dados do sistema de transportes urbanos, objetivando o aperfeiçoamento do modelo físico operacional;
    II – Avaliar as probabilidades e a natureza dos impactos decorrentes das alternativas definidas para o sistema de transporte;
    III – Monitorar o desempenho dos projetos implantados;
    IV – Administrar os serviços de transportes coletivos urbanos prestados por concessionários e/ou entidades conveniados;
    V – Disciplinar e fiscalizar o transporte individual de passageiros mediante aluguel;
    VI – Estabelecer penalidades ao sistema de transportes urbanos no caso de infrações a legislação vigente, sugerindo inclusive a cassação de concessões/permissões/autorizações;
    PARAGRAFO ÚNICO: Detalhar operacionalmente o sistema de transporte público de passageiros no Município, fixando itinerários, freqüência, lotação, equipamentos, turnos de trabalho; integração, locais e tempos de parada e critérios para atendimentos especiais;
    VII – Estabelecer os esquemas operacionais para o serviço de táxi, definindo custos, equipamentos e locais de estacionamento;
    VIII – Controlar a seleção de triagem das solicitações e reclamações verificando procedência, confiabilidade e encaminhamento as unidades competentes;
    IX – Elaborar respostas às solicitações dos usuários, de entidades e outros órgãos;
    X – Prestar atendimento às comunidades, diligenciando e intermediando ações, estudos e projetos, entre seus representantes e a Secretaria;
    XI – Promover a divulgação e orientação técnica aos usuários das intervenções
    e mudanças de tráfego e de transporte;
    XII – Promover a elaboração e divulgação de projetos informativos sobre o sistema de transporte e suas campanhas educativas; Supervisionar e controlar
    os transportes públicos;
    XIII – Estabelecer e fiscalizar itinerários e pontos de ônibus urbanos, intermunicipais e interestaduais dentro da área do Município;
    XIV – Manter a qualidade da prestação do serviço de transporte público;
    XV – Fiscalizar segundo os parâmetros definidos, a operação e a exploração do
    transporte público de passageiros por ônibus, por táxi e por transportes especiais, promovendo as correções, aplicando as penalidades regulamentares
    nas infrações;
    XVI – Formular planos e programas de treinamento dos agentes operadores do
    sistema de trânsito;
    XVII – Elaborar relatórios periódicos tendo por finalidade gerenciar e fiscalizar o transporte coletivo e outros meios de transporte público e particular, observada a legislação pertinente. Para tal tem as seguintes atribuições:

  • joão says:

    Esse Arnaldo toda vez copia isso…..o motorista está colocando água no radiador do carro qual o problema nisso????

  • DAVINCY says:

    TANBEM ACHO…!! QUAL O PROBLEMA DISSO !!!!UM BALDE A MAIS UM A MENOS NAO VAI FAZER DIFERENCA NEHUMA…!!!!DEIXA ELE ENCHER O RADIADOR DE AFUA……E UMA MANEIRA DE FAZER UMA TERAPIA VIAMETRO….

Deixe seu comentário

dom eduardo

arquiteto













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia