WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pm ilheus Neste site
janeiro 2015
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: 9/jan/2015 . 18:48

JE NE SUIS PAS CHARLIE

EL RAFO SALDAÑA/ BLOG “EM TOM DE MI MI MI”

Charge publicada pelo jornal francêss Charlie Hebbo, ridicularizando o fundador da região islâmica, o profeta Maomé.

Charge publicada pelo jornal francês “Charlie Hedbo”, ridicularizando o fundador da região islâmica, o profeta Maomé.

Em primeiro lugar, eu condeno os atentados do dia do 7 de janeiro. Apesar de muitas vezes xingar e esbravejar no meio de discussões, sou um cara pacífico. A última vez que me envolvi em uma briga foi aos 13 anos (e apanhei feito um bicho). Não acho que a violência seja a melhor solução para nada. Um dos meus lemas é a frase de John Donne: “A morte de cada homem diminui-me, pois faço parte da humanidade; eis porque nunca me pergunto por quem dobramos sinos: é por mim”. Não acho que nenhum dos cartunistas “mereceu” levar um tiro. Ninguém merece. A morte é a sentença final, não permite que o sujeito evolua, mude. Em momento nenhum, eu quis que os cartunistas da Charlie Hebdo morressem. Mas eu queria que eles evoluíssem, que mudassem.

Após o atentado, milhares de pessoas se levantaram no mundo todo para protestar contra os atentados. Eu também fiquei assustado, e comovido, com isso tudo. Na internet, surgiu o refrão para essas manifestações: Je Suis Charlie. E aí a coisa começou a me incomodar.

A Charlie Hebdo é uma revista importante na França, fundada em 1970 e identificada com a esquerda pós-68. Não vou falar de toda a trajetória do semanário. Basta dizer que é mais ou menos o que foi o nosso Pasquim. Isso lá na França. 90% do mundo (eu inclusive) só foi conhecer a Charlie Hebdo em 2006, e já de uma forma bastante negativa: a revista republicou as charges do jornal dinamarquês Jyllands-Posten (identificado como “Liberal-Conservador”, ou seja, a direita européia). E porque fez isso? Oficialmente, em nome da “Liberdade de Expressão”, mas tem mais…

O editor da revista na época era Philippe Val. O mesmo que escreveu um texto em 2000 chamando os palestinos (sim! O povo todo) de “não-civilizados” (o que gerou críticas da colega de revista Mona Chollet – críticas que foram resolvidas com a saída dela). Ele ficou no comando até 2009, quando foi substituído por Stéphane Charbonnier, conhecido só como Charb. Foi sob o comando dele que a revista intensificou suas charges relacionadas ao Islã – ainda mais após o atentado que a revista sofreu em 2011.

:: LEIA MAIS »

DECRETO DEFINE CALENDÁRIO DE FERIADOS EM ILHÉUS

Palácio Paranaguá-foto Gidelzo Silva Secom-Ilhéus

A prefeitura de Ilhéus, por meio de decreto assinado pelo prefeito em exercício, Carlos Machado, publicou o calendário dos feriados municipais, além dos nacionais, estaduais e os dias em que haverá ponto facultativo este ano para cumprimento pelos órgãos e entidades da administração pública municipal direta e fundacional do poder executivo.

As datas não prejudicarão serviços considerados essenciais, como saúde, limpeza e iluminação pública.

Conforme o calendário válido para todo o país, 17 de fevereiro será feriado. No dia seguinte, 18, denominado Quarta-Feira de Cinzas, o retorno às atividades ocorre às 14 horas nas repartições municipais.  No mês de abril, dia 03, é comemorada a Paixão de Cristo; o dia 21 é dedicado a Tiradentes. Em maio, no dia primeiro será feriado do Dia do Trabalho. Já no mês de junho, no dia 04 é celebrado o Corpus Christi, e no dia 24 começam os festejos de São João.

No segundo semestre, em setembro, no dia 07, comemora-se a Independência do Brasil. Em 12 de outubro, os cristãos fazem devoção a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, assim como no dia 28 os servidores públicos festejam a data dedicada à categoria. Em novembro, dia 02 é Finados, e no dia 15 comemora-se a Proclamação da República. O calendário de feriados se encerra no Natal, 25 de dezembro.

Estaduais e Municipais – No que se refere aos feriados estaduais, no dia 02 de julho comemora-se a Independência da Bahia. Quanto aos feriados municipais, o dia 23 de abril é dedicado  a São Jorge, Padroeiro de Ilhéus; 28 de junho, Dia da Cidade; 15 de agosto, Nossa Senhora da Vitória, Padroeira da Cidade. 

“LIBERDADE DE EXPRESSÃO” É COMO SELF-SERVICE: VOCÊ COME O QUE LHE CONVÉM

LEONARDO SAKAMOTO

Leonardo Sakamoto é jornalista e doutor em Ciência Política. Cobriu conflitos armados e o desrespeito aos direitos humanos em Timor Leste, Angola e no Paquistão. Professor de Jornalismo na PUC-SP, é coordenador da ONG Repórter Brasil e seu representante na Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo.

Leonardo Sakamoto é jornalista e doutor em Ciência Política. Cobriu conflitos armados e o desrespeito aos direitos humanos em Timor Leste, Angola e no Paquistão. Professor de Jornalismo na PUC-SP, é coordenador da ONG Repórter Brasil e seu representante na Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo.

Liberdade de expressão começa em casa, ou melhor dizendo, na própria redação. Por conta da ignóbil chacina promovida contra a redação do Charlie Hebdo, em Paris, muito tem se falado sobre o tema. Mas as ameaças não são apenas externas – como o fundamentalismo religioso, passando pelo crime organizado, os interesses de grandes corporações até o poder político.

Um veículo de comunicação é, em última instância, um negócio, com todas as relações humanas, interesses e pressões de poder. E é natural que seja assim e que seja livre para ter uma linha editorial própria e defender seu ponto de vista Mas também é algo em constante aprimoramento, em um processo em que aprende-se a conviver com limites, reconhecer as imperfeições e consertar o que não está bom.

Cada uma das linhas abaixo brotou de uma história que ocorreu em alguma redação espalhada pelo país, da progressista à conservadora, da grande à pequena, tradicional ou alternativa, e me foram relatadas por colegas.

Nomes? Já perguntava Shakespeare: “O que há num simples nome? O que chamamos rosa com outro nome não teria igual perfume?”

Creio que isto é válido para lembrar que ninguém está sozinho. Afinal, se alguma dessas situações já aconteceu com você, primeiro relaxe, depois vá à luta.

E seja bem vindo ao jornalismo, onde “liberdade de expressão” é um conceito self-service: ninguém o coloca inteiro no prato, mas apenas a parte que lhe convém.

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS: PREFEITURA LIMPA PRAIA E COMETE CRIME AMBIENTAL

baronesas e variados tipos de dejetos, acumulados nas praias, foram enterrados na areia. Foto: Victor Kruschewsky.

Baronesas e variados tipos de dejetos, acumulados nas praias, foram enterrados na areia. Foto: Victor Kruschewsky.

Afirma um velho ditado que “não devemos varrer a sujeira para debaixo do tapete”. Isso, metaforicamente, refere-se ao ato de que, na tentativa de resolvermos determinados tipos de problemas que nos acomete, o certo não é camuflá-lo, e sim, solucioná-lo, evitando que ele, com o passar do tempo, evidencie sua faceta de maneira a torná-lo ainda mais complicado.

Pois bem, algo similar foi denunciado durante os trabalhos de limpeza das praias de Ilhéus, tomadas por baronesas e variados tipos de dejetos, trazidos nas águas dos rios, devido às fortes chuvas que caíram na região há cerca de um mês.

Em um ato, notadamente irresponsável e sem orientação técnica, a prefeitura de Ilhéus ordenou que os dejetos acumulados nas praias, fossem enterrados na areia.

Quais serão os impactos ambientais de tal atitude? A forma certa de lidar com esse tipo de dejeto, ressaltando mais uma vez, que além das citadas plantas aquáticas, inclui-se vasilhames plásticos e uma infinidade de outras espécies de lixo, é mesmo enterrando na areia das próprias praias?

Para piorar a situação, os homens incumbidos de fazer a “limpeza”, estavam trabalhando sem os chamados Equipamentos de Proteção Individual (EPI), ou seja, óculos, luvas, botas e protetor solar. Tais equipamentos evitam possíveis lesões, câncer de pele, ou algo mais grave em caso de acidentes.

Mais um ato “nas coxas” protagonizado pela prefeitura de Ilhéus, que, mais uma vez parafraseando um dito popular, “fez na saída”.

DENTRO DE AMBULÂNCIA, O FLAGRANTE DO DESRESPEITO ÀS LEIS DO TRÂNSITO

Foto: Antônio Ferraz.

Foto: Antônio Ferraz.

Na manhã desta sexta-feira (09), um leitor, flagrou uma corriqueira transgressão às leis de trânsito em vigência em Ilhéus, só que, de um ângulo um tanto quanto inusitado.

De dentro de uma ambulância do hospital geral Luis Viana Filho, o leitor fez questão de fotografar a imagem de um veículo, que, transitando irregularmente na faixa exclusiva, na avenida Lomanto Júnior, no bairro do Pontal, zona sul da cidade, impedia a passagem do referido veículo do hospital, que, na ocasião, transportava um enfermo.

Pequenos gestos que demonstram a ignorância de alguns ditos cidadãos.

PRESIDENTE DA CÂMARA DE ILHÉUS, TARCÍSIO PAIXÃO, FARÁ UMA GESTÃO PARTICIPATIVA E TRANSPARENTE

Tarcísio Paixão.

Tarcísio Paixão.

O novo presidente da câmara de vereadores de Ilhéus, Tarcísio Paixão, tomou posse no último dia 2 de janeiro, e, imediatamente, já começou a tomar algumas providências de cunho administrativo no legislativo ilheense, visando uma gestão participativa, voltada para atender os anseios da sociedade.

No campo administrativo, serão adotadas algumas medidas de inclusão social, a exemplo da reativação da ouvidoria, como um canal de elo de entretenimento entre o poder e o povo. Também será criada a “câmara on-line”, onde a sociedade poderá acompanhar, via internet, todas as sessões, além de ativar o site da câmara, possibilitando também que todos acompanhem os atos administrativos e tenham conhecimento de todas as pautas das sessões, antecipadamente, como determina o Regimento Interno.

“Vamos cumprir o que determina a lei e, ter uma atenção especial ao princípio da publicidade”, afirma Tarcísio Paixão.

Outra preocupação do novo presidente é a reorganização funcional da câmara. “Vamos trabalhar buscando a coesão, o entendimento e a responsabilidade nas discussões dos problemas de interesse do povo de Ilhéus, sempre zelando pela real atribuição do parlamento, como um organismo harmônico com o executivo, mas, independente”, destaca.

:: LEIA MAIS »

A SECRETARIA DE CULTURA QUE “ACULTURA”

Fechado há cerca de três anos, o teatro municipal de Ilhéus é o símbolo do descaso e abandono da Cultura local. Foto: Jerberson Josué.

Fechado há cerca de três anos, o teatro municipal de Ilhéus é o símbolo do descaso e abandono da Cultura local. Foto: Jerberson Josué.

A expressão “aculturar” serve para classificar os atos e ações que visam impedir e enfraquecer as manifestações culturais de um suposto povo, ou sociedade.

Algo do tipo que se sucedeu com negros e indígenas no processo de colonização do Brasil.

Impede-se as suas manifestações, impõe-se novos hábitos, e, gradativamente, tradições e todo um conjunto de costumes se perdem.

Guardada as devidas proporções, não pestanejamos em afirmar que Ilhéus, há cerca de três anos, desde que o prefeito Jabes Ribeiro retomou o comando do município, e nomeou a atual gestão da secretaria de Cultura local, passa por um execrável processo de aculturação.

Vejamos. Quais seriam as funções de uma secretaria municipal de Cultura? Muitas, é óbvio, mas podemos destacar: Fustigar as manifestações artísticas locais, incentivar, criar meios para financiar as suas estruturações, apoiar projetos, executar oficinas e se mobilizar para o surgimento de novos talentos artísticos.

Mas, pelo que nos consta, nada disso é feito. Ou melhor, o pouco que é feito, são funções de produtores de eventos, e não de gestores culturais.

Dentro desse contexto de abandono e descaso com a Cultura no município, o símbolo mor é a situação do teatro municipal de Ilhéus. Fechado para reforma há quase três anos, o espaço, que, além de servir para abrigar espetáculos e shows de artistas de todo o Brasil, era palco para apresentações de peças teatrais, espetáculos de danças e shows musicais dos artistas locais, se encontra, supostamente, em reforma. Pior, sem nenhuma perspectiva de que um dia voltará a funcionar.

Tal situação revolta profundamente os artistas locais, que, através das redes sociais, prometem realizar mobilizações e pressionar o poder público municipal, para que o quadro de abandono ganhe contornos diferentes, em caráter de urgência.

Bem, para uma gestão municipal que se mostra incapaz de resolver questões básicas, a exemplo de manter as ruas sem buracos, e limpas, fazer com que postos de saúdes atendam dignamente a população, dentre outras tantas situações lastimáveis e absurdas, não nos causa surpresa o abandono ao qual a Cultura está sujeitada. Vale ressaltar que estamos nos referindo a uma cidade riquíssima em talentos artísticos, da música, teatro e literatura, e que, contraditoriamente, se orgulha e tira proveito, vendendo a imagem de ter sido a terra de Jorge Amado. Imagine se não fosse

E mais uma vez lembramos aos nosso leitores: 2016 é logo ali.

CONSUMIDOR DE ILHÉUS FATURA CARRO ZERO, SORTEADO PELO ITÃO

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

O primeiro dos dois veículos 0 KM da promoção Ano Novo de Carrão, dos Supermercados Itão, saiu para o consumidor Dilermando Flores Santos, morador do Bairro São Miguel, em Ilhéus. O sorteio do Renault Logan foi realizado no final da tarde de ontem (8), no Hiper Itão do centro comercial, em Itabuna.

A rede de supermercados sorteia 50 vales-compras de R$ 400,00 e dois veículos. O último veículo da promoção será sorteado no dia 29, às 17h, no Itão de Ilhéus, na Avenida Petrobras. Até lá, serão sorteados mais 20 vales-compras.

:: LEIA MAIS »

ANVISA SUSPENDE VENDA E USO DE LOTE TROCADO DE DIPIRONA SÓDICA

Dipirona

A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada hoje (9) no Diário Oficial da União suspende a distribuição, a comercialização e o uso, em todo o território nacional, do Lote 140763B (val. 06/16) do medicamento Dipirona Sódica, 500 mg/ml, genérico, solução oral, fabricado por Mariol Industrial Ltda.

De acordo com o texto, o próprio fabricante enviou um comunicado de recolhimento voluntário depois de ter verificado, por meio de reclamação, que algumas caixas continham descrição e lote referente ao produto, mas, ao abri-las, foi detectada a presença de produto rotulado como cloridrato de metoclopramida.

Dessa forma, a Anvisa também suspendeu o medicamento rotulado como cloridrato de metoclopramida, 4 mg/ml, genérico, solução oral, que tenha o mesmo número de lote da dipirona sódica.

:: LEIA MAIS »

MEDIDA POR MEDIDA ESTREIA EM ILHÉUS NESTA SEXTA-FEIRA

Foto: Zélia Uchôa.

Foto: Zélia Uchôa.

A partir desta sexta-feira (09), o público ilheense poderá conferir a nova comédia do Teatro Popular de Ilhéus (TPI). Vinda de uma temporada de sucesso em Salvador, Medida por Medida, será apresentada às 18hs em frente à Tenda TPI, na Avenida Soares Lopes. A montagem segue em cartaz no sábado (10) no mesmo local e, entre os dias 12 e 14, será encenada em frente à Catedral de São Sebastião, no mesmo horário. As apresentações são gratuitas.

Medida por Medida é a primeira peça de William Shakespeare a ser montada pelo grupo ilheense que completa 20 anos no próximo mês de agosto. “Voltamos para Ilhéus com outra perspectiva, pois saímos dos limites da caixa do teatro e ganhamos as ruas”, declarou o diretor Romualdo Lisboa, que adaptou o texto do bardo inglês junto com o diretor artístico do Clowns de Shakespeare, Fernando Yamamoto. 

:: LEIA MAIS »



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia