WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura ilheus



its brasil







casa melo

agua mineral gabriela

auto escola brandao

whatsapp ilheus 24hs
agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: 29/ago/2014 . 10:46

PREFEITA DE CARDEAL FECHA COM THIAGO SIMÕES

Simões e o grupo de apoio da prefeita Quitéria.

Simões e o grupo de apoio da prefeita Quitéria.

O candidato a deputado estadual Thiago Simões corre a Bahia. Nesta quinta-feira, recebeu o apoio da prefeita de Cardeal da Silva e Presidente da UPB, Maria Quitéria (PSB).

Thiago Simões tem usado um discurso municipalista, e isso foi essencial para Maria Quitéria decidir apoiá-lo. 

Maria Quitéria é considerada uma grande liderança entre os prefeitos, por esse motivo o seu apoio foi bastante comemorado no QG de Thiago Simões.

VEJA O QUE VAI ROLAR NA TENDA DO TPI

Espetáculo sobe ao palco neste fim de semana.

Espetáculo sobe ao palco neste fim de semana.

O espetáculo de dança Casa de Farinha estará em cartaz nesta sexta-feira (29), na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI). A montagem da Cia de Dança Sôanne Marry começa às 20 horas, com entradas ao preço de R$ 20 inteira e R$ 10 meia. Titulares do Cartão TPI – programa de fidelidade do espaço cultural – pagam meia-entrada em todas as atrações. 

Casa de Farinha é inspirado nos livros Farinha, Madeiras e Cabotagem: a capitania de Ilhéus no antigo sistema colonial, do historiador Marcelo Henrique Dias, e Tambores de Angola, de Robson Pinheiro. O espetáculo traz uma combinação de linguagens artísticas. Dança, música e poesia tomam conta do palco para contar as dores e alegrias dos escravos. Além dos bailarinos da Cia Sôanne Marry,Casa de Farinha também traz membros do Ballet Folclórico do IFBA de Ilhéus, criado no ano passado.

Segundo a diretora do espetáculo, Sôanne Marry, quando se fala em escravidão, remete-se imediatamente ao sofrimento dos cativos. “As casas de farinha dos engenhos eram subsídio de trabalho e também de divertimento para os escravos”, complementou a diretora e coreógrafa Sôanne Marry.

Inspetor Geral no TCA

Após a estreia do projeto de ocupação artística Shakespeare – Teatro Popular em Construção, com a apresentação de Teodorico Majestade, o Teatro Popular de Ilhéus vai apresentar O Inspetor Geral, na sala principal do Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador. A sátira em cordel será apresentada às 19 horas e os ingressos custam R$ 20 e R$ 10. Após a peça, haverá bate-papo entre o elenco e o público.

O TPI foi o contemplado pelo edital TCA.Núcleo “Em Construção”, em seleção organizada pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e ocupará o Complexo Teatro Castro Alves ate dezembro. Neste período, haverá intercâmbio com o grupo Clowns de Shakespeare, do Rio Grande do Norte, apresentações de espetáculos, seminários, oficinas e a montagem da nova peça, baseada na obra de Shakespeare Medida por Medida, que fechará a trilogia composta por Teodorico Majestade O Inspetor Geral. 

PM DÁ PREJUÍZO AO TRÁFICO DA AVENIDA PRINCESA ISABEL

Homens do Pelotão Especial da Polícia Militar já apresentaram à polícia civil pelo menos seis acusados de tráfico de drogas na Avenida Princesa Isabel, em Ilhéus.

Na manhã desta sexta (29), a PM apreendeu dinheiro e celulares. Desde ontem (quinta, 28), que a polícia ilheense está empenhada na operação que combate o tráfico de drogas na região.

Em breve, mais informações.

PROGRAMA DE TRAINEE DA ALPHAVILLE INSCREVE ATÉ SETEMBRO

alphaville-642x336A Alphaville Urbanismo S/A, líder nacional em empreendimentos horizontais e bairros planejados, está com inscrições abertas para o seu programa de trainees 2015, em parceria com a Cia de Talentos. É uma boa oportunidade para recém-formados ingressarem em diversos campos profissionais. A Alphaville está presente em 21 estados e no Distrito Federal, com mais de 90 empreendimentos lançados focando as classes A e B.

Os interessados podem se inscrever até o dia 08/09 através do site http://www.ciadetalentos.com.br/traineealphaville/. Há 10 vagas para novos profissionais das áreas de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia (Civil, Elétrica e de Produção), Administração, Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Matemática, Estatística e Física, que completaram o curso superior de dezembro de 2012 até dezembro de 2014. São cinco vagas para as áreas Corporativas e cinco para Obras.

O programa é dividido em quatro etapas: Desenvolvimento, Integração, Job Rotation e Efetivação na Área. Os selecionados contarão com benefícios como vale transporte, vale refeição, seguro de vida, assistência médica e plano odontológico.

Entre os pré-requisitos para os candidatos, estão inglês avançado, disponibilidade para viagens e conhecimento de informática dos pacotes Office para as áreas corporativas. Já os candidatos para Obras devem possuir disponibilidade para morar em outras cidades e estados, além de inglês desejável.

O processo seletivo conta com um teste on-line de eficiência em resolução de problemas e inglês, check-up de competências e painel de negócios.

Para os aprovados, a duração total do programa é 12 meses, tendo início em janeiro de 2015.

 

Sobre a Alphaville Urbanismo

Com 40 anos de atuação, a Alphaville leva a todo o Brasil uma proposta exclusiva de planejamento urbano, por meio do desenvolvimento de empreendimentos horizontais que conciliam preservação ambiental, infraestrutura altamente qualificada e o comprometimento com a sociedade. Já são mais de 76 milhões de metros quadrados urbanizados.

COELBA SELECIONA ESTAGIÁRIOS

Universitários com previsão de formatura entre julho de 2016 e julho de 2017 podem se inscrever na seleção de estagiários da Coelba. No momento, há cerca de 25 vagas para estudantes de Administração, Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia de Produção, Jornalismo e Pedagogia. Os benefícios não foram revelados.

As inscrições devem ser feitas até próximo dia 5, no site www.neoenergia.com. Vale lembrar que a distribuidora de energia, juntamente com mais 19 empresas como a Odebrecht e Dow, está presente na Feira de Oportunidades da Bahia (FOB).

CÂMARA PAGA ATÉ CANAIS ERÓTICOS A DEPUTADOS

CONGRESSO EM FOCO

A fatura de TV com os canais eróticos.

A fatura de TV com os canais eróticos.

Mais uma modalidade de uso questionável de recursos públicos está em curso na Câmara, desta vez por meio de TV por assinatura. Ao menos três deputados aproveitaram as benesses da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), que garante fornecimento de produtos e serviços necessários ao exercício do mandato, para contratar pacotes especiais de televisão fechada. São mais de cem canais à disposição, dezenas deles em alta definição, com instalações nos gabinetes e até nas casas dos parlamentares. É de se imaginar que o interesse das excelências seja por notícias ou programas culturais. Mas há campeonatos de futebol e até canal pornô no conteúdo pago com o dinheiro do contribuinte.

Congresso em Foco teve acesso às faturas de TV fechada de três deputados: Flaviano Melo (PMDB-AC), José Airton (PT-CE) e Renato Molling (PP-RS). Eles contrataram pacotes especiais e ainda aderiram às ofertas das operadoras, que preveem até a abertura do sinal dos chamados “canais adultos”. Houve também compra de filmes e campeonatos de futebol no sistema pay-per-view (pague para ver, em tradução livre). Obviamente, com mais custos para o contribuinte, que é quem de fato paga a conta.

O benefício vem por meio do chamado “cotão”, como é mais conhecida a Ceap, verba multiuso destinada ao pagamento de inúmeras despesas, principalmente passagens aéreas, combustíveis e aluguel de veículos. Com essa cota, a Câmara e o Senado gastam por ano cerca de R$ 253 milhões. A verba varia de estado para estado – deputados do Distrito Federal recebem R$ 27,9 mil; os de Roraima, por exemplo, R$ 41,6 mil. A média dos gastos com o cotão na Câmara é de R$ 35 mil mensais por deputado.

Sex Zone HD

Em seu segundo mandato, Renato Molling contratou o serviço “combo” da Sky, que oferece mais de cem canais e outros 34 itens opcionais em alta definição. No pacote de Renato, coube ainda o serviço de transmissão do futebol brasileiro (“Brasileirão série A ou B + 1 campeonato estadual”) e a “Sex Zone HD” (veja o site), uma zona digital dedicada a filmes, programas e demais atrações pornográficas. Nesse pacote, três equipamentos são fornecidos ao comprador – 1 Sky HDTV Plus, 1 Sky HDTV Slim e 1 Sky HDTV Zapper, entre outros mimos.

O valor, de R$ 279,60, sobe para R$ 299,60 com os itens opcionais. O ponto, de acordo com a fatura, está localizado em Sapiranga (RS), município da região metropolitana de Porto Alegre onde Renato mantém seu escritório político.

Em entrevista ao Congresso em Foco, Renato diz não ter ideia do que há em seu serviço de TV por assinatura. “É um pacote que foi feito. Não sou nem eu que faço. Fizemos essa assinatura para ficar por dentro das notícias, dos programas de política. Acredito que não deva ter isso [canais pornô, de futebol etc], porque o pacote que foi feito é o mínimo. Mas não sei o que tem lá”, afirmou o deputado.

Renato Molling disse que seu gabinete vai devolver à Câmara o que foi gasto com canais extras em observância ao sistema de custeio da cota parlamentar. “Estamos vendo como ressarcir aquilo que não pode ser feito. Agora, não sei o [canal] que pode e o que não pode. Já orientei o pessoal para não ter mais esse pacote. A gente olha notícia ou a parte cultural [dos programas]. Foi um lapso, e estamos corrigindo para que nunca mais volte a acontecer”, declarou o deputado, ressalvando que possui trajetória política ilibada. “Sempre me elegi dentro do que é correto.”

Combo “full top”

 Já Flaviano Melo, também em seu segundo mandato, contratou o pacote mais caro, também da Sky, com serviços complementares e ampla oferta em transmissões de futebol – apenas este opcional custou, na fatura emitida em 4 de junho deste ano, R$ 69,90. Referente ao período entre 16 de junho e 15 de julho, o pacote escolhido pelo deputado é o “Combo Sky HDTV Full Top”, que dá direito a três campeonatos de futebol. O valor da fatura é de R$ 422,35, com “serviços do mês” em R$ 432,35.

Mas bastou uma ligação à Sky para saber que, no descritivo da fatura “Opcional 1 + Opcional 2″, o que se pede a mais é justamente o acesso a determinados filmes adultos, à livre escolha do usuário. O pedido especial foi feito entre os dias 16 de junho e 15 de julho, e custou R$ 42,90 a mais na conta final.

À reportagem, Flaviano não respondeu se foi ele quem pediu o filme adulto. Confrontado com a possibilidade de alguém de seu gabinete ou de sua convivência pessoal ter pedido o serviço extra, disse que tomaria providências para descobrir. Ele pediu desculpas à sociedade pelos excessos cometidos na contratação do pacote de TV fechada. Para Flaviano, a questão já foi resolvida.

“Já ressarci isso. Pedi à Câmara para me informar o valor que foi gasto com isso [canais extras]. Foi um erro meu? Foi. Mas foi um erro involuntário. Quando me alertaram, vi e corrigi. Nem estão debitando mais [na conta da Sky]”, declarou o peemedebista.

Dizendo ter havido confusão no instante em que o serviço foi instalado, o peemedebista admitiu que os canais estavam à disposição tanto na Câmara quanto em sua casa. E na mais vasta oferta. “Tem no meu escritório e tem em casa. Mas foi esse rolo todo, eles [instaladores] inverteram e colocaram também na minha casa. Está tudo [canais] lá, deve ter de tudo. Quando você compra esse pacote, compra tudo. Dei bobeira. Mas peço desculpa e já ressarci o pagamento. Estamos sujeitos a esses erros”, completou Flaviano.

Conexão Papicu

Já o deputado José Airton consumiu R$ 383 em TV a cabo, segundo a fatura emitida em 25 de junho, com vencimento em 7 de julho. Ao todo, no período entre 7 de julho e 6 de agosto, os “serviços do mês” totalizaram R$ 406,90 no pacote descrito como “Combos New Sky HDTV Super 2011 – M”, que custou R$ 299,90. Com o pacote opcional de futebol, esse valor foi acrescido de R$ 69,90. A fatura foi endereçada à Rua Riachuelo, 760, no bairro tradicional de Papicu, em Fortaleza (CE).

Procurado pela reportagem, tanto por e-mail quanto pelo telefone de seu gabinete em Brasília, José Airton não foi encontrado. O Congresso em Foco mantém o espaço aberto para que o deputado se manifeste sobre o assunto a qualquer momento.

Cotão

A Câmara e o Senado fazem análise apenas dos aspectos relativos à regularidade fiscal e contábil das prestações de contas dos parlamentares para autorizar o ressarcimento das despesas.  Os técnicos examinam apenas se o serviço contratado é contemplado pelo cotão.

No Ato da Mesa Diretora nº 43, que institucionalizou a Ceap em junho de 2009, registra-se que a verba é “destinada a custear gastos exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar”. Entre as descrições de serviços e produtos designados como necessários a tal atividade está a assinatura de TV a cabo “ou similar”, sem restrições de canal ou tipo de programação. Os valores são pagos aos congressistas na forma de reembolso mediante apresentação de comprovantes de pagamento.

“Não é pelo valor em si que a gente deve fiscalizar [o uso do dinheiro público], mas pelo ato em si. Porque quem mexe com um valor pequeno sem responsabilidade pode, também, não ter responsabilidade para lidar com valores altos de dinheiro público. Essa atitude de fiscalizar, de cobrar, tem de ser independente do valor. Cada cidadão brasileiro tem a obrigação, até, de ser um fiscal, e cobrar dos gestores públicos uma posição mais coerente, mais correta para lidar com o dinheiro público”, disse à reportagem o ativista digital Lúcio Big, que se dedica a analisar como os congressistas gastam o cotão e descobriu os gastos com a TV por assinatura.


primark




dom eduardo

lm mudancas

fale conosco













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia