Uma pessoa foi presa e outros sete são procurados sob acusação de participar de um esquema de fraudes fiscais de R$ 90,5 milhões.
A Operação Vesúvio foi deflagrada nesta sexta-feira (30) nas cidades de Caravelas, Ubatã, Itabuna, Ibirapitanga e Ipiaú. Os nomes dos suspeitos não foram divulgados.
O dono de uma das empresas acusadas possui mais de 50 imóveis, entre fazendas, terrenos, casas e pontos comerciais.  
O suspeito também já fora denunciado por crime de ordem tributária na cidade de Jequié.
De acordo com a Secretaria da Fazenda (Sefaz), entre as práticas criminosas identificadas estão blindagem patrimonial por meio de doação de bens a familiares e alterações nos contratos sociais das empresas para modificar o quadro de sócios com o objetivo de confundir a fiscalização.
Participaram da operação ainda o Ministério Público estadual, as secretarias da Fazenda (Sefaz) e de Segurança Pública (SSP) e a Procuradoria- Geral do Estado.