WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus shopping jequitiba Neste site
maio 2014
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: 13/maio/2014 . 21:20

ILHÉUS: HERNANI SÁ TOMADO POR LIXO

Em contato com a nossa redação, uma moradora do bairro Hernani Sá nos enviou essa fotografia, denunciando que no eixo principal, o lixo está acumulado em vários pontos.  Ela pede que a secretaria municipal competente tome as devidas providências. Foto: Tatiana Bove.

Em contato com a nossa redação, uma moradora do bairro Hernani Sá nos enviou essa fotografia, denunciando que no eixo principal, o lixo está acumulado em vários pontos. Ela pede que a secretaria municipal competente tome as devidas providências. Foto: Tatiana Bove.

DEPUTADOS FEDERAIS DEBATEM DEMARCAÇÕES DE TERRAS INDÍGENAS

demarc-300x223A Comissão da Câmara dos Deputados destinada a examinar e proferir parecer sobre a PEC 215 de 2000, que dispõe ser de competência exclusiva do Congresso Nacional a demarcação de terras indígenas, realizou em Salvador,  uma conferência na Assembleia Legislativa com o objetivo de debater a propostas com setores envolvidos. Estiveram presentes  o presidente da Comissão, Deputado Afonso Florence – PT/BA, e os deputados Geraldo Simões (PT/BA) e  Oziel Oliveira (PDT/BA), além de produtores agrícolas do sul e extremo sul do estado, das áreas de conflito, que relataram o drama que estão vivendo, com invasões frequentes de suas terras.
Geraldo Simões destacou que  “os conflitos se manifestaram após o estudo de demarcação das terras elaborada pela FUNAI. No caso de Olivença, 50% da área foi demarcada para os tupinambás e, em Itaju do Colônia  60% da área urbana  município está dentro da área demarcada pela FUNAI para os pataxós hã hã hãe, o que está praticamente paralisando as atividades na cidade”. Os conflitos se repetem, invasões violentas são realizadas e até a Força Nacional foi chamada a intervir para evitar maiores violências. Mortes já ocorreram na região, como é o caso do assentado Juraci dos Santos, ex-presidente do Assentamento Ipiranga, que foi morto em sua residência na noite de 10 de fevereiro de 2014.
“Venho defendendo, ao longo do meu mandato, a solução pacífica do conflito, mediante negociação liderada pelo Governo Federal, onde as partes negociem um acordo”, ressaltou Simões. Segundo ele, “para que isso aconteça é necessário a imediata suspensão dos estudos de demarcação da FUNAI, a desocupação das terras invadidas e volta dos produtores a suas propriedades.”.

:: LEIA MAIS »

GOVERNO ADIA AUMENTO DE IMPOSTOS PARA BEBIDAS FRIAS

cerva2O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou o adiamento por três meses da decisão de aumentar os impostos para o setor de bebidas frias – cervejas, refrigerantes, isotônicos e refrescos. A previsão é que o reajuste entrasse em vigor em 1º de junho. “A gente está diferindo, postergando uma correção de tabela que seria no dia 1º de junho para daqui a três meses e não de forma plena, mas diferida ao longo do tempo. Sem dúvida, nós temos uma grande preocupação que a inflação permaneça sob controle e esse setor pode dar uma contribuição importante. Nós fizemos um pacto de que não haveria aumento durante a Copa e de preferência depois também”, disse Mantega, após reunião com representantes do setor.
O objetivo do governo é, com a recomposição da tabela, ter mais recursos para cumprir a meta de superávit fiscal. “Nós acabamos de fazer uma reunião com o setor de bebidas, com o setor de bares e restaurantes a respeito da tabela que implica na recomposição de tributos. Suspendemos a aplicação dessa tabela temporariamente para um aperfeiçoamento dela porque havia uma divergência em alguns preços que foram capturados”, disse o ministro, acrescentando que, nos últimos dois anos, o governo reduziu os tributos no setor de bebidas para permitir que houvesse mais investimentos e crescimento.
O aumento das alíquotas do setor foi anunciado no final de abril pelo governo, mas as novas tabelas com os preços das bebidas só entrariam em vigor em junho. A previsão da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) é que o aumento terá impacto de 10% a 12% no preço das bebidas frias para o consumidor. Logo depois do anúncio de aumento, em abril, a Receita Federal retificou informação e disse, em nota oficial, que os preços das bebidas frias subiriam, em média, 2,25% para o consumidor final, e não 1,3%. Também houve erro na primeira divulgação das tabelas.
Os empresários estimaram demissão de mais de 200 mil pessoas se o governo não mudasse o prazo do início do reajuste.

DOIS PREFEITOS BAIANOS SÃO CONSIDERADOS FORAGIDOS PELA PF

Os prefeitos baianos de Fátima, José Idelfonso Borges dos Santos, e de Sítio do Quinto, Cleigivaldo Carvalho Santa Rosa, ambos do PDT, são considerados foragidos pela Polícia Federal que realizou na manhã desta terça-feira (13) a Operação 13 de Maio, que investigou desvio de recursos públicos e corrupção praticados em prefeituras de 20 municípios baianos. 
Seis ex-prefeitos estão entre os suspeitos e tiveram prisão determinada pela justiça. Segundo a PF, pelo menos R$ 30 milhões foram desviados nos municípios investigados. Cerca de 400 agentes federais, 45 servidores da CGU e 45 da Receita Federal, cumpriram 18 mandados de prisão temporária e 83 mandados de busca e apreensão, decretados pela Justiça Federal. Sete pessoas foram afastadas de suas atividades e cargos públicos. 
Além dos prefeitos, quatro vereadores, cinco secretários municipais e nove funcionários públicos também tiveram a prisão decretada. Os desvios foram identificados nas cidades de Fátima, Heliópolis, Ipecaetá, Aramari, Banzaê, Ribeira do Pombal, Sítio do Quinto, Água Fria, Novo Triunfo, Itiruçu, Ourolândia, Santa Brígida, Paripiranga, Itanagra, Quijingue, Sátiro Dias, Coração de Maria, Cícero Dantas, Lamarão e São Francisco do Conde.

:: LEIA MAIS »

JOVEM AMARRA E QUEIMA CRIANÇAS VIVAS POR DÍVIDA DE R$ 500

assassinoUm artesão de 21 anos foi preso, suspeito de amarrar e queimar viva um criança de 9 e uma adolescente de 13 anos no Distrito Federal, na noite da segunda-feira (12). De acordo com a TV Globo, Rômulo Sebastião Nascimento de Souza confessou que cometeu o crime, motivado por uma dívida de R$ 500 com o irmão mais velho das vítimas.
Ao ser preso, Rômulo disse que cometeu o crime porque os irmãos gritaram quando ele invadiu a casa da família, em Ceilândia, para levar um notebook, tablet e máquina fotográfica. O crime aconteceu por volta das 17h da tarde de ontem (12). A mãe das vítimas tinha ido ao supermercado, enquanto o pai estava no trabalho. Um vizinho que chamou o Corpo de Bombeiros ao perceber que a casa estava pegando fogo.
Os corpos de Adriele Santos, 13 anos, e João Guilherme, 9 anos, foram encontrados na tarde de ontem. De acordo com o G1 Distrito Federal, o artesão usou cadeiras para impedir que nem o menino nem a adolescente saíssem dos quartos em que foram colocados.
Em seguida, ele ateou fogo na residência. Durante a confissão, Rômulo não demonstrou arrependimento. O rapaz disse que vendeu, alguns dias antes do crime, peças de artesanato para o irmão mais velho das vítimas. Ele teria cobrado o valor do produtos no fim de semana, e o cliente disse para ele aparecer na cada da família nesta segunda-feira (12), para receber o pagamento.
O crime – Rômulo levou o menino para outro quarto e amarrou a criança com um pedaço de lençol rasgado. O artesão também colocou cadeiras contra as portas dos dormitórios para impedir que as vítimas escapassem. Antes de fugir, ele ateou fogo à residência. Ao sair do local, o rapaz ainda encontrou na rua com as mãe das vítimas, e a cumprimentou como se nada tivesse acontecido. Ela precisou ser encaminhada a um hospital de Ceilândia, onde permanece sedada, depois que soube do acontecido.
Rômulo foi preso horas depois do crime, e vai responder por duplo latrocínio – roubo seguido de morte. O artesão pode ser condenado até 60 anos de prisão, e deve ser transferido para o Complexo Penitenciária da Papuda, em Brasília, ainda hoje.

ILHÉUS: ESTRADAS DE BANCO CENTRAL, INEMA E PIMENTEIRA SÃO RECUPERADAS

O Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), intensifica o serviço de recuperação das estradas vicinais que ligam a BR-101 ao distrito de Banco Central e também na que une as localidades rurais de União Queimada (Itajuípe), Inema e Pimenteira. O coordenador de Ações Regionais da prefeitura de Ilhéus, José Victor Pessoa, informou que o melhoramento desta malha viária rural é de competência do governo estadual. 
José Victor explicou que uma empresa terceirizada faz a recuperação dos 16 quilômetros de extensão da estrada vicinal que servem de acesso ao distrito de Banco Central, e outra empreiteira executa trabalho semelhante no trecho de 25 quilômetros que liga a vila de União Queimada (Itajuípe) aos povoados de Inema e Pimenteira, pertencentes ao território do município de Ilhéus.
Juerana – O titular da Gerência de Ações Regionais contou que embora as chuvas tenham prejudicado um pouco este serviço, “executamos, no último mês de abril, a recuperação de grande parte das ladeiras de acesso aos povoados de Santo Antônio, Rio de Engenho, Retiro, Ribeira das Pedras, Japu, Lava-Pés e Lagoa Encantada”, lembrou.

:: LEIA MAIS »

BAHIA TERÁ 160 NOVAS VAGAS DE MEDICINA EM UNIVERSIDADES FEDERAIS

Três universidades na Bahia vão oferecer 160 novas vagas de medicina no estado. A portaria n° 274 do Ministério da Educação que autoriza a criação das vagas foi publicada nesta terça-feira (13) no Diário Oficial da União (DOU).
Com o número, a Bahia é o estado que mais recebeu vagas. Ao todo foram oito universidades federais contempladas, todas situadas no interior dos estados, em um total de 420 vagas.
Na Bahia, receberá a maior parte das vagas (80) a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), no curso em Teixeira de Freitas. Outras 40 vagas vão para a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasp), em Paulo Afonso; e mais outras 40 serão da Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), em Barreiras.
A maior parte das vagas (240) também foi destinada para universidades nordestinas.

ITABUNA: MAIS UM EPISÓDIO DA SÉRIE “CARRO TAMBÉM É PEDESTRE”

Automóvel estacionado em cima da calçada, na rua 13 de Maio, centro de Itabuna, obriga pedestres a tomarem a via, caso desejem passar. Tá certo isso? Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

Automóvel estacionado em cima da calçada, na rua 13 de Maio, centro de Itabuna, obriga pedestres a tomarem a via, caso desejem passar. Tá certo isso? Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

13 DE MAIO: VIVA 20 DE NOVEMBRO

MOUZAR BENEDITO
Luiz Gama, um líder negro, um dos maiores abolicionistas do Brasil.

Luiz Gama, um dos maiores abolicionistas do Brasil, lutou até o leito de sua morte pelo fim da escravidão no país.

13 de maio é data boa para se lembrar de outra, 20 de novembro.
A primeira representa a história oficial, a libertação dos escravos como se fosse uma simples canetada da Princesa Isabel, sem mais nem menos.
A história oficial do Brasil é cheia dessas coisas. A independência aconteceu com um mero grito, e assim por diante.
Os lutadores preferem, no caso da libertação dos escravos, ter como data símbolo dessa luta antiescravista, o dia do assassinato de Zumbi, 20 de novembro. É justo.
Ignora-se as lutas que aconteceram para chegar a uma determinada conquista. O Brasil ficou independente em 7 de setembro de 1822, e pronto. Felizmente, essas coisas estão sendo revistas. Na Bahia, não é à toa que 2 de julho aparece com frequência e é comemorado como dia da “Independência da Bahia”. É que nessa data, em 1823, quase um ano depois da data oficial da independência, os portugueses que resistiam à independência brasileira naquele estado, foram definitivamente derrotados.
No Piauí, a derrota dos portugueses foi concluída em 13 de março de 1823, na Batalha do Jenipapo. O Pará “aderiu” ao Brasil definitivamente em 15 de agosto de 1823. No Maranhão também, a independência foi conquista nesse ano.
Mas voltando ao 13 de maio, a data comemorada durante muito tempo como a da “Libertação dos Escravos” já não é bem aceita. Para começar foi uma libertação não tão libertária assim. Até nos Estados Unidos, país que não nos serve de exemplo para muitas coisas, a libertação dos escravos foi mais correta: cada escravo libertado ganhava uma mula e um pedaço de terra para tocar a vida. Aqui, foram simplesmente jogados nas ruas.
Mesmo assim, muitos que lutavam pelo fim da escravidão, como José do Patrocínio, louvaram a Princesa Isabel por isso.
Este ano, com o filme Doze anos de escravidão, que conta a história de um negro livre sequestrado e vendido como escravo no sul dos Estados Unidos, começou-se a lembrar de um lutador exemplar contra o escravismo no Brasil, Luiz Gama, que até recentemente era lembrado por poucos. Ele não foi escravo por doze anos, foram “apenas” oito. Mas sua história é exemplar.
Sua mãe, Luíza Mahin, era uma negra livre, retinta, bonita, lutadora. Pouco se sabe dela, mas participou de todas as revoltas negras das primeiras décadas do século XIX na Bahia. De origem nagô, sabia ler e escrever em árabe, e era quituteira, vendia seus quitutes por toda Salvador. Assim, servia de elo entre revoltosos. Teve um envolvimento com um homem de família fidalga portuguesa e daí nasceu Luiz Gama. Quando ocorreu a Sabinada, revolta liderada pelo médico Francisco Sabino Vieira, em 1837, proclamando a “República Bahiense”, ela teve papel importante. Com a derrota, muitos militantes foram presos e mortos. Para não ser pega, deixou o pequeno Luiz, então com 7 anos de idade, com o pai dele e fugiu para o Rio de Janeiro.

:: LEIA MAIS »

MPT PEDE INTERDIÇÃO DE SEDE DO SAMU DE ITABUNA

G1
O Ministério Público do Trabalho pediu a interdição do prédio onde funciona o Samu em Itabuna. Segundo a Procuradoria, a sede, que é provisória, não oferece condições adequadas. Além disso, os funcionários informam que faltam equipamentos de proteção individual.
Há quatro anos a Coordenação do Samu da cidade solicita à prefeitura botas e macacões novos, que são equipamentos de proteção individual, de acordo com o órgão. Em 2013, foi realizada uma licitação para a compra dos materiais, mas a empresa que ganhou não entregou.
Atualmente, enfermeiros, condutores, médicos e técnicos trabalham com equipamentos desgastados. “O macacão custou R$ 200 e a bota eu paguei R$ 270. Precisei tirar do próprio salário, que já não é muito, para poder estar prestando melhor serviço à população”, relatou um funcionário, que preferiu não se identificar.
São 80 profissionais hoje no Samu de Itabuna. No socorro aos pacientes, são 55 pessoas. Os profissionais que prestam socorro às vítimas trabalham em um esquema de plantão de 24h e precisam de um local para descanso. No quarto onde os médicos dormem, foram encontrados colchões antigos, que servem de cortina para as janelas, e o ar condicionado é amparado por uma peça.
A situação foi denunciada por um médico ao Ministério Público do Trabalho, que fez vistoria no local. A denúncia foi confirmada e o procurador Ilan Fonseca entrou com pedido de interdição à Justiça. “Há mais de quatro anos os servidores do Samu de Itabuna trabalham sem os EPI’s necessários. Muitos deles trabalham com camisa de manga curta, caças jeans, se expondo ao risco de contaminação por secreções, sangue e etc”, denunciou o procurador.

:: LEIA MAIS »



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia